Dourados-MS,
Camara- (1000x90)

MP dá prazo de 48h para Prefeitura de Dourados adotar medidas restritivas para combater a Covid-19

Dourados
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS) requisitou, nesta sexta-feira (12), em ofício de urgência à prefeitura municipal de Dourados, o reforço na instalação de barreiras sanitárias, fiscalização do isolamento social, ampliação de leitos para combate à Covid-19 e acompanhamento de pacientes suspeitos e confirmados do coronavírus no município.

De acordo com o MP-MS, o pedido foi após informações obtidas junto a unidades hospitalares, que indicam uma alta na taxa de ocupação de leitos destinados ao tratamento de pacientes suspeitos ou confirmados com Covid-19. "Ciente da gravidade do momento", o Ministério Público pediu que as providências sejam adotadas no prazo de até 48 horas, sob pena de incidir em sanções ao município.

A taxa de ocupação dos leitos em Dourados, entre públicos e particulares, é de aproximadamente 42,59% para clínicos e 42,28% em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo o Promotor de Justiça Ricardo Rotuno, as medidas precisam ser adotadas com urgência para evitar o avanço dos casos e também impedir um colapso no sistema de saúde.

Dourados é o município com mais casos de Covid-19 em Mato Grosso do Sul, com 1.034, registrando 31% de todos os casos de coronavírus no estado. Dois pacientes da cidade morreram pela doença. Um deles, de um homem de 56 anos, ocorreu no estado de Tocantins.