Dourados-MS,
 Camara municipal

Murilo diz que política só vai se mover em MS após decisão do DEM

Foto - Adriano Moretto

Dourados
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O presidente do DEM em Mato Grosso do Sul, Murilo Zauith, disse que a política não se moverá no Estado enquanto o partido não se posicionar na disputa eleitoral. O relato ocorreu em seu discurso, na manhã deste sábado (5/5), durante encontro regional do Democratas realizado na Câmara de Dourados. 

“A política não se move em MS enquanto o DEM não se posicionar. Temos muito tempo para debater e decidir como caminharemos. Se teremos candidato ao Senado, governo (...). Há um mês pensávamos individual, hoje pensamos num projeto”, disse o ex-prefeito de Dourados aos presentes na Casa.

O tempo a qual ele cita é para as convenções que definirão alianças no pleito de outubro, que se encerra no dia 20 de julho. 

"Vamos analisar durante maio, junho e até julho para tomarmos a decisão correta", relatou.

Antes, na chegada à Câmara, Murilo já havia reafirmado a intenção do partido em se posicionar 'nas cabeças' e relatou que apesar das conversas com outros nomes já posicionados como pré-candidatos, ainda não há definição. 

“O DEM será protagonista. Vamos encabeçar chapa majoritária, com candidatura própria ou não (...) estamos conversando com todos os partidos nesse momento, incluindo aqueles com pré-candidatura já lançada”, disse.

Protagonismo

O discurso do protagonismo em 2018, também atinge lideranças da sigla deixando claro a disputa majoritária. 

Pouco antes da fala de Zauith, também durante discurso, o deputado federal Luiz Henrique Mandeta chegou a ‘pedir’ o presidente democrata candidato ao governo. “Queria muito ver o Murilo disputando o governo”.

Apesar da fala do parlamentar, o relato de união com a nova estrutura do DEM foi evidenciado no encontro, desde lideranças locais como o vereador Alan Guedes, presidente municipal do partido, passando pelos deputados estaduais Barbosinha e Zé Teixeira e os federais, Tereza Cristina e Mandeta. 

“Temos um quadro pronto para entrar e disputar a majoritária”, contou Zé Teixeira. 

Ex-prefeito de Angélica, Barbosinha usou como base em seu discurso a força do interior para exemplificar o projeto do DEM. “É o interior unido para que possamos levantar nossa candidatura majoritária”, relatou.

Após o ato em Dourados, o Democratas deve realizar o próximo encontro em Três Lagoas, no final de maio. 

 

 

Dourados News