Dourados-MS,
Semestre- Camara

Saúde convoca grupos de riscos para vacinação contra Influenza

Foto - Divulgação

Dourados
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Com uma cobertura geral de apenas 5,76% depois de duas semanas de deflagrada a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza 2018, a Prefeitura de Dourados, através do Núcleo de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, convoca a população pertencente aos grupos de risco escalonados para a primeira etapa de aplicação a procurarem as unidades de saúde durante a semana e se vacinar.

Até o dia 11 de maio, a vacinação está sendo feita em crianças de 6 meses a menores de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 pós-parto), trabalhadores da saúde e professores, que juntos somam pouco mais de 28 mil pessoas. No entanto, apenas 3.508 doses haviam sido aplicadas até ontem, dia 03 de maio. No total, ao final da campanha, estima-se que de 70 a 80 mil pessoas sejam vacinadas.

Dentre os grupos, o de crianças com até 5 anos é o que mais tem integrantes, cerca de 14,8 mil, segundo o setor de imunização, e apenas 1.321 foram levados para receber a dose. Dos trabalhadores em saúde, que somam 7.545 pessoas, apenas 1.107 procuraram a vacinação.

Além destes, o grupo das gestantes, que somam 2.918 pessoas, teve procura de 391. Puérperas, com 480, teve 60 vacinadas. Professores, com 2.788 integrantes é o que, proporcionalmente mais procurou as unidades, tendo sido vacinados 533 – algo em torno de 19%.

Segundo Edvam Marcelo Morais Marques, gerente do Núcleo, todas as Unidades Básicas de Saúde do município disponibilizam doses da vacina para a população, conforme cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde em relação aos grupos de risco, de maneira escalonada, e é importante que as pessoas pertencentes a estes grupos procurem as unidades.

“A partir de 12 de maio os idosos serão incluídos ao escalonamento e, a partir de 21 de maio, os presidiários e funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais, independente da idade. É importante que as pessoas que estão nesta primeira etapa compareçam para tomar a vacina”, disse. A campanha termina em 1° de junho.

Edvam ressalta que o fato de Dourados não ter casos confirmados de gripe H1N1 ou de H3N2, conforme boletim mais recente de 2 de maio, pode causar na população certa tranquilidade acerca da doença, no entanto, o período de temperaturas mais baixas do clima está chegando e é importante que as pessoas integrantes dos grupos de risco tomem as vacinas.

Em Mato Grosso do Sul foram registradas 4 mortes por Influenza do tipo H3N2, sendo duas em Campo Grande e nas cidades de Aquidauana e Naviraí, uma em cada.

Datas e horários

De 7 a 11 de maio, continua a vacinação nas unidades de saúde no horário normal, das 7 às 11 e das 13 às 17 horas. A partir de 12 de maio, quando ocorre a Mobilização Nacional, até 18 de maio, a vacinação incluirá os idosos aos demais grupos, com atendimento nos mesmos horários já estabelecidos.

De 21 de maio a 1 de junho, data prevista para o término da campanha de vacinação, serão vacinados ainda os indígenas, portadores de doenças crônicas, presos e funcionários do sistema prisional, com os mesmos horários nos postos de saúde.

A vacinação será com uma dose de vacina trivalente, com antígenos para os tipos Influenza A H1N1 e H3N2 e Influenza tipo B, e será feita exclusivamente nos postos de saúde.