Dourados-MS,
Prefeitura_corona

Com capacidade de até 6 mil exames por mês, unidade móvel do Hospital de Amor é entregue

Dourados
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Na manhã desta segunda-feira (11/11) foi realizada a entrega de uma unidade móvel do Hospital de Amor (antigo Hospital do Câncer de Barretos). Um caminhão adaptado com clínica de análise onde é esperada a realização de 6 mil exames diagnósticos do câncer.

A solenidade aconteceu no Sindicato Rural de Dourados e reuniu autoridades políticas e membros da sociedade organizada.

A presidente da Associação de Apoiadores do Hospital de Amor de Dourados, Cristiane Iguma, relata a gratidão em ver o projeto sendo estruturado em Dourados. A cidade será a segunda no Estado a fornecer atendimento diagnóstico e cirúrgico em oncologia, ligado a gestão do Hospital do Amor de Barretos (SP), referência mundial em qualidade e efetividade no combate ao câncer.

“O sentimento é de muita gratidão. Gratidão ao Henrique Prata (presidente do HA) pela coragem, pelo esforço por trazer a Dourados o Hospital de Amor. E a gratidão é também a toda sociedade, eu não estou sozinha, temos uma associação com mais de 100 empresários, produtores e várias entidades apoiando. Estamos muito felizes”, contou ao Dourados News.

Ela explica que a unidade móvel é a primeira etapa para a implantação da Unidade de Prevenção e Diagnóstico Avançado de Câncer de Mama e Colo de Útero. Cristiane vê o projeto com otimismo e assegura que esse trabalho vai “transformar o diagnóstico precoce da patologia em toda região”.

Em discurso a um público de aproximadamente 400 pessoas, Henrique Prata desabafou a angústia de ver a saúde pública cada vez mais decadente. Relatou seu encantamento pelo projeto do SUS (Sistema Único de Saúde), mas avaliou que o sistema não teve o devido valor desde que foi criado.

Prata relembrou a infância, falou do compromisso social que os pais sempre lhe ensinaram e ainda comentou sobre a sua comitiva por todo o País com a finalidade de articular o acesso digno ao tratamento de câncer, sempre focando na importância do diagnóstico em fases iniciais da doença.

O fazendeiro, que dedica a vida em assegurar fundos para um dos maiores hospital de tratamento de câncer da América Latina, falou de forma intempestiva sobre a necessidade de se fortalecer uma sociedade solidária, onde ricos contribuem mais e pobres são assistidos com dignidade.

Cristão, ele citou por diversos momentos passagens bíblicas que inspiram a obra solidária que é o Hospital de Amor. Por fim, Prata foi aplaudido de pé e reconhecido por diversas autoridades presente.

Uma dessas autoridades foi o ex-ministro chefe da Secretaria de Governo no mandato de Michel Temer (MDB), Carlos Marun (MDB), atualmente Conselheiro na Itaipu Binacional.

Marun destacou os esforços desempenhados ao projeto, com liberação de recursos federais, citando Henrique Prata e Cristiane como “dois incansáveis” nas causas solidárias ligadas ao combate ao câncer.

A carreta do HE receber uma benção ecumênica ao final e os participantes do evento foram recepcionados em almoço de comemoração no Tatersal, do Sindicato Rural.