Dourados-MS,
Audiencia_Câmara1

Renato Câmara homenageia Casa da Esperança pelo trabalho no combate ao uso de drogas

Dourados
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Na noite desta terça-feira (18), foi realizada no Plenário Deputado Júlio Maia, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS), sessão solene para homenagear pessoas e instituições que atuam no combate ao crack e outras drogas no estado. A abertura do evento contou com participação da Banda de Música da Polícia Militar.

Presidente da Comissão Permanente de Saúde, o deputado Antônio Vaz (PRB) propôs o evento. Ele reafirmou seu compromisso com o combate ao uso de entorpecentes. Agradecendo a presença de todos, Vaz ressaltou a importância dos trabalhos realizados. “É preciso reconhecer e valorizar o trabalho de quem ajuda tantas pessoas a enfretaremo vício”, afirmou.

Por indicação de deputado Renato Câmara (MDB), dentre os homegeados foi a Casa da Esperança, que há 21 anos trabalha na recuperação de dependentes do álcool e outras drogas. Representando a entidade, o coordenador Anderson Manoel Júnior, recebeu a medalha de Reconhecimento do Trabalho de Enfrentamento e de Combate ao Crack e Outras Drogas, criada pela Resolução 09/2013, publicada no Diário Oficial da ALMS, de 14 de março de 2013.

CASA DA ESPERANÇA

A CASA DA ESPERANÇA surgiu a partir da discussão de grupo de pessoas ligadas à Igreja Católica, que com muitas dificuldades e com grande vontade de ajudar as pessoas que enfrentam a problemática da dependência química.

Foi fundada em 19 de agosto de 1997, é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos e tampouco político partidário, é administrada por uma diretoria e um conselho deliberativo, funciona em uma área cedida (COMODATO) pela Diocese de Dourados, pelo Bispo Dom Alberto.

A Comunidade Terapêutica Casa da Esperança localiza-se no travessão do Castelo da lagoa, Km 14 Zona Rural, em Dourados - MS. A CASA DA ESPERANÇA tem como objetivo a recuperação de dependentes químicos (uso e abuso de drogas e/ou álcool), através de internamento, grupo de auxilio e posterior reintegração à sociedade.

A linha do tratamento é nos moldes do Amor Exigente (trabalho, disciplina e oração). O período de internação é de 09 meses, sendo que nos seis primeiros o interno residente fica em regime de internamento absoluto; a partir do sexto mês passa, o interno, a um período de ressocialização retornando a sua residência e após uma semana volta à comunidade, o que se repete no sétimo e oitavo meses, terminando o período de internação no nono mês.

A CASA DA ESPERANÇA só aceita pessoas que realmente queiram se tratar, e tenham acima de 18 anos, independente do credo ou posição social, não se responsabilizando pela desistência do residente, pois o programa, acima de tudo, depende da vontade do residente para ter sucesso. Exige-se dos familiares ou responsáveis o pagamento de uma taxa de manutenção, quando as pessoas não têm condições são atendidas da mesma forma. A capacidade da Casa, no momento, é de 35 internos e três coordenadores.

Temos uma área construída aproximadamente de 400 m2, composta de uma capela, dormitório, refeitório, cozinha, despensa, lavanderia, banheiros, campo de futebol e área de lazer.. O escritório administrativo funciona à rua Major Capilé, 2597 – centro – Dourados MS, com atendimento no horário comercial. Esta entidade é cadastrada na SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) do Ministério da Justiça. Filiada ao Conselho Municipal de Assistência Social, sob o nº 019. Ainda é reconhecida de Utilidade Publica Municipal, Estadual e Federal. Em setembro de 1999, o primeiro interno completou o programa de 09 meses, em dezembro do mesmo ano tivemos o segundo interno o que também completou o programa e assim sucessivamente vem acontecendo.

(Cérgio Ferraz)

Fotos: Toninho Ruiz