Dourados-MS,
CMD-2

Idenor se apresenta no 1° DP e é preso após determinação da Justiça

Foto - Divulgação

Dourados
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O vereador Idenor Machado (PSDB) se apresentou ao 1° Distrito Policial de Dourados nesta manhã (30) e já está preso em uma das celas da delegacia. Ontem o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul derrubou a liminar do desembargador Paschoal Carmello Leandro, que havia concedido liberdade ao parlamentar no dia 17 de dezembro.

Idenor, que por três vezes foi presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, é acusado de participação em um esquema de corrupção na Casa de Leis. No final do ano passado o Ministério Público Estadual levou ele, Pedro Pepa (DEM), Cirilo Ramão (MDB), o ex-vereador Dirceu Longhi (PT), os empresários Denis da Maia, Jaison Coutinho, Karina Alves de Almeida e Franciele Aparecida Vasul e o ex-servidor da Câmara Alexandro de Oliveira de Souza. Todos conseguiram habeas corpus ainda antes da virada de ano.

Agora, com a determinação do TJMS, apenas Idenor Machado segue preso. 

O esquema desmembrado pela Operação Cifra Negra descobriu que empresas de Tecnologia da Informação pagavam propina aos parlamentares para serem beneficiadas em processos licitatórios. Após a vitória nos certames, os políticos recebiam uma espécie de 'mesada' dos empresários corruptos.

Caso segue em investigação.

 

Dourados News