Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

MS exportou R$ 5,8 bilhões em 2018; soja e celulose se destacam

PAPEL E CELULOSE. Produto continua aumentando sua participação nas vendas totais do Estado - Foto: Arquivo / Correio do Estado

Mato Grosso do Sul
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Estabelecendo mais um recorde de receita, Mato Grosso do Sul encerrou 2018 com US$ 5,69 bilhões em exportações, volume 18,9% superior ao mesmo período de 2017, quando as vendas ao comércio internacional renderam US$ 4,78 bilhões. Os dados foram divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O desempenho positivo foi puxado pelas vendas de soja ao exterior que somaram US$ 1,92 bilhão, desempenho cerca de 40,9% superior ao registrado em 2017. As vendas da oleaginosa representam 33,7% da receita total de MS. 

Em segundo lugar, aparece as exportações de celulose, que renderam US$ 1,89 bilhão - alta de 80,6% em relação ao ano retrasado. O produto detém 33,3% de participação no lucro total.

“Ano passado, tivemos excelente desempenho de soja colhida por hectare, clima favorável para a produção na safra de 2017/2018,  preços internacionais firmes e a guerra comercial entre China e Estados Unidos, que favoreceram nossas vendas”, destaca o consultor de empresas e especialista em mercado exterior, Aldo Barrigosse. “Quanto à celulose, seus preços internacionais por tonelada estão firmes. Ainda tivemos a duplicação a fábrica da Fibria, que fez duplicar nossas exportações deste produto. A tendência é aumentar este número nos próximos anos, pois temos a possibilidade de mais investimentos no setor”, prevê.

 

Correio do Estado