Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

Deputados Federais sul-mato-grossense para o mandato 2019-2022

Foto - Divulgação

Mato Grosso do Sul
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

A bancada federal sul-mato-grossense para o mandato 2019-2022 está decidida. Com 100% das urnas apuradas, quatro dos oito atuais deputados seguirão em Brasília (DF). Outros quatro serão mandatários pela primeira vez.

Atual vice-governadora, Rose Modesto (PSDB) foi a candidata mais votada, com 120.901 votos válidos. Será sua primeira vez na Câmara Federal. Do mesmo partido, o deputado estadual Beto Pereira também debutará em Brasília após receber 80.500 votos.

O segundo mais escolhido pelos eleitores de Mato Grosso do Sul foi Fábio Trad (PSD), com 89.385 votos. Suplente de Carlos Marum (MDB), que deixou o parlamento para ser ministro do governo de Michel Temer (MDB), o advogado cumpre mandato em Brasília desde dezembro de 2017.

Já Tereza Cristina (DEM) recebeu 75.068 votos e irá para seu segundo mandato como deputada federal.

O candidato Loester Carlos Gomes, o “Tio Trutis” (PSL), foi eleito com 56.339 votos e garantiu um lugar na Câmara dos Deputados pela primeira vez. Seu colega de legenda, Dr. Luiz Ovando, conquistou a confiança de 50.376 eleitores para seu primeiro mandato como deputado federal.

O petista Vander Loubet é outro que assegurou mais quatro anos em Brasília. Eleito pela primeira vez em 2002, ele recebeu 55.970 votos.

Cumprindo mandato na Câmara, Dagoberto (PDT) foi o menos votado entre os eleitos, com 40.233 votos.

Confira a lista dos deputados federais eleitos:

Rose Modesto (PSDB) - 120.901 votos (9,75%)
Fábio Trad (PSD) - 89.385 votos (7,21%)
Beto Pereira (PSDB) - 80.500 votos (6,49%)
Tereza Cristina (DEM) - 75.068 votos (6,05%)
Vander Loubet (PT) - 55.970 votos (4,51%)
Tio Trutis” (PSL) - 56.339 votos (4,54%)
Dr. Luiz Ovando (PSL) - 50.376 votos (4,06%)
Dagoberto (PDT) - 40.233 votos (3,24%)

 

 

Correio do Estado