Dourados-MS,
Semestre- Camara

Absolvido, Delcídio pode disputar o Senado como aliado de André

Delcídio teve o mandato cassado em maio de 2016 - Foto: Arquivo / Correio do Estado

Mato Grosso do Sul
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O ex-senador Delcídio do Amaral (PTC-MS) foi absolvido no processo em que era acusado de obstrução à Justiça, envolvendo a Operação Lava Jato, e abre caminho para concorrer ao Senado nas eleições deste ano. A participação de Delcídio na campanha eleitoral poderá mudar o cenário político de Mato Grosso do Sul, reforçando o palanque do ex-governador André Puccinelli (MDB). O ex-senador, que deixou o PT, encontra-se filiado ao PTC, aliado de André na corrida pela sucessão estadual.

O ex-senador foi denunciado pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot ao Supremo Tribunal Federal (STF) por ter, na época, foro privilegiado. Na avaliação de Janot, Delcídio tentou comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Mas, durante as investigações, a Promotoria de Justiça do Distrito Federal não encontrou provas para pedir a condenação do ex-senador. Ele observou, ainda, o uso de provas ilícitas na denúncia. Diante disso, o juiz Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal Criminal no Distrito Federal, absolveu o ex-senador com o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.

 

Correio do Estado