Dourados-MS,
 Camara municipal

Zeca do PT afirma que não fará aliança com PDT porque Odilon representa a direita

Correligionários ouviram os líderes regionais na manhã deste sábado - Foto: Valdenir Rezende

Mato Grosso do Sul
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O presidente regional do PT, deputado federal José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, descartou qualquer possibilidade de aliança com o PDT nestas eleições. Segundo ele, o pré-candidato a governo do partido, juiz federal aposentado, Odilon de Oliveira,  não representa a ideologia da esquerda. 

"O PDT fez a opção de uma candidatura de direita. O candidato deles é conservador. Se diz dono da verdade. Não se posiciona", afirmou hoje pela manhã durante convenção estadual da sigla. 

No evento foi apresentado o pré-candidato a governador do PT, Humberto Amaducci, que já foi prefeito de Mundo Novo. O projeto da legenda neste ano é surpreender nas urnas em outubro. "Queremos repetir o que fizemos em 1998. O PT pode crescer muito no Estado. Se chegar aos 20% podemos dar o pulo do gato", ressalou Zeca.

Para Humberto há muita "sola de botina" para percorrer todo o Mato Grosso do Sul. "Estamos reorganizando nossa militância. Se o Zeca conseguiu subir a barranca do Rio Paraguai, agora eu vou tentar subir a barranca do Rio Paraná", brincou. 

LULA

Durante o encontro o presidente regional do PT voltou a mencionar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a presidência da república, mesmo preso. "Nós temos o plano L. Dia 15 de agosto vamos registrar a candidatura e dia 17 de setembro vamos ganhar o direito de ter o Lula como presidente do Brasil no Supremo Tribunal Federal, porque há precedentes", finalizou.  

Correio do Estado