Dourados-MS,
PRINCIPAL OK

A Prefeitura de Dourados, através do Imam (Instituto de Meio Ambiente de Dourados), apoia neste domingo (5) uma ação de plantio de árvores nas margens do Córrego Jaguapiru, um dos afluentes do Córrego Laranja Doce. A ação tem início às 8h e faz parte do projeto Nascente Viva, que visa recuperar as margens e nascentes do córrego, além de promover a educação ambiental em áreas com populações em situação de risco socioambiental, neste caso as comunidades indígenas que vivem no entorno.

O diretor-presidente do Imam, Wolmer Sitadini, destaca a importância do apoio direto do executivo municipal, que por meio do prefeito Alan Guedes e sua equipe de governo, se colocou à disposição desde início empenhando esforços para viabilizar a ação, demandada pela comunidade indígena. Somando esforços o IMAM colocou à disposição seus técnicos e fez a doação de 300 mudas de árvores nativas da região. “O instituto apoia a ação com a disponibilização de mais de 20 espécies de mudas diferentes, entre elas estão mudas de peroba rosa, aroeira, guabiroba, cajá mirim, jabotá, entre outras. Além de dar apoio na logística e no plantio das mudas”, ressaltou.

O reflorestamento nas margens dos rios é importante, pois são as arvores que possibilitam a melhoria qualidade da água e do habitat da vida selvagem, ainda reduzem os riscos de erosão e assoreamento do rio. As árvores atuam como uma barreira de proteção evitando o transporte de sedimentos e detritos até o córrego.

A Dra. Zefa Valdivina Pereira, atuante, e uma das mentoras do projeto Nascente Viva, ressalta que a preservação da mata ciliar traz benefícios para toda a região. “É possível notar uma melhoria na conectividade dos corredores de biodiversidade, ganhos para a fauna e flora, a tendência é que com a melhoria da permeabilidade e estrutura do solo, ocorra não só a melhoria da qualidade da água, mas também o aumento da vazão do córrego, tudo com a manutenção da mata”, reforçou.

Já o professor indígena da escola municipal Tengatui Marangatu, Cajetano Vera , uns dos Coordenadores do Projeto Nascente Viva, ressalta que durante os três anos de vida do projeto, já foram plantadas mais de 2 mil arvores nativas nos arredores dos rios da região, muitas já dando frutos e produzindo sementes para novas mudas. “A continuação do plantio de árvores no córrego Jaguapiru é urgente. Pois, a área que está sendo recuperada foi deteriorada pela ação humana. Essa área era usada por indígenas e havia muitos animais roedores. É importante a recuperação rápida deste lugar, que além de devolver o ambiente de mata para aldeia, também promove a proteção do leito do córrego. Assim, os indígenas voltam a ter água limpa para beber”, contou.

O Geógrafo Cristiano Rodrigues do IMAM, aponta um diferencial único desta ação, que após reunião realizada com os moradores do entorno, resultou em um esforço coletivo, reunindo apoio da comunidade indígena, proprietários do entorno, alunos, professores de universidades, vereadores, todos em prol de um único objetivo, a recuperação ambiental das margens do córrego. “Nesta ação, um proprietário rural disponibilizou o trator, outro disponibilizou o implemento furador, conseguiram ainda a doação de mais 100 mudas, prova de que podemos todos trabalhar juntos, pois plantar arvore, é plantar água, é plantar vida, e isso atinge a todos nós como sociedade”.

Esta ação é uma realização do grupo Tempo de Plantar, da Associação de Mulheres Indígenas de Dourados, APOMS (Associação de Produtores Orgânicos de MS), Team Tarahumara Fans Running for the Planet e UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), e conta com o apoio das escolas Tengatuí Marangatu e Guateca.

Secretaria de Saúde aplicou aproximadamente 700 doses do imunizante contra a Covid-19 na manhã deste sábado (4), na ação de vacinação realizada na Escola Antônia Da Silveira Capilé. Foram ofertadas a 1ª dose e doses de reforço da vacina para maiores de 18 anos.

Edvan Marcelo Morais, responsável pela imunização em Dourados, comentou sobre a ação. “A população aderiu a campanha e esteve presente, isso é ótimo. Nosso objetivo era aproximar a vacina das pessoas e conseguimos”, disse ele.

Outra ação já está programada para a próxima terça-feira, dia 7, na Escola Presidente Vargas, na região central.

A Prefeitura de Dourados, por meio do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), alerta mais uma vez a população sobre a importância de manter os cuidados em casa para combater e prevenir a disseminação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya.

Esse trabalho é constante, no entanto, com a chegada do Verão e o aumento das chuvas neste período, é preciso ainda mais atenção para eliminar os focos de água parada e evitar a propagação da dengue.

“Ao contrário do que muita gente pensa, o mosquito deposita os ovos não somente em água limpa, mas em qualquer superfície que possa acumular água parada inclusive, em água suja. Portanto devemos redobrar os cuidados nos quintais. Também é importante receber bem o agente de combates à endemia, pois eles são preparados e treinados com olhar mais críticos para correção de possíveis problemas e para orientar a população”, afirma Luís Carlos Luciano Junior, Coordenador do Centro de Controle de Zoonoses.

Ele ainda ressalta que os agentes sempre estão uniformizados e identificados. “Essa semana estaremos nos seguintes bairros: BNH 1º Plano, Vila Progresso, Jóquei Clube, Vila Arapongas, Campo Dourado, Santo André e Terra Roxa”, enumera Luís.

A população também pode colaborar com denúncias de mato alto, terrenos baldios sujos com restos de construção, por exemplos.

Serviço – Qualquer dúvida liga no CCZ no 3411-7753.

Dicas para evitar a disseminação do mosquito Aedes aegypti:

  1. Não deixar água parada, afim de destruir o local onde  o mosquito nasce e se desenvolve;
  2. Lixeiras dentro e fora de casa sempre tampadas;
  3. Lavar as vasilhas de água dos animais no mínimo 2x por semana;
  4. Manter os pratinhos de vaso de plantas sempre seco e se possível com areia até a borda;
  5. Evitar plantas que acumulam água (bromélias), mas caso tenham em casa, jogar fora água delas 3x por semana;
  6. Evitar acumular entulho, pneus velhos;
  7. Observar nos terrenos e quintais, os objetos que acumulam água (saco plástico, tampinhas, casca de ovo, garrafas pets, dentre outros, mato alto);
  8. Vaso sanitário (principalmente os externos) sempre manter a tampa fechada e com água sanitária;
  9. Baldes e garrafas sempre de cabeça para baixo;
  10. Tampe bem os ralos com telas e manter vedados os externos;
  11. Lajes e calhas sempre limpas, a fim de evitar acúmulo de água parada;
  12. Receber bem o agente de combates à endemia, pois os mesmo são preparados/treinados com olhar mais críticos para correção de possíveis problemas.

Para intensificar os serviços de revitalização, o Parque dos Poderes estará fechado a partir desta segunda-feira (6) especificamente nas avenidas que dão acesso às principais repartições públicas, como Governadoria e Assembleia Legislativa.

Nesta segunda e terça-feira (7) os operários que trabalham na obra estarão empenhados em dar mais agilidade na execução dos serviços, aproveitando o menor trânsito por causa do feriado da Independência. É importante destacar, também, que o projeto Amigos do Parque, que consiste em fechar algumas ruas para a prática de exercícios e passeio, estará suspenso no feriado.

Estarão totalmente interditadas as ruas: Desembargador Leão Neto do Carmo, Marcelo de Castro Fontes Júnior, Waldir dos Santos Pereira e André Junqueiras Fortes. A Avenida do Poeta estará bloqueada entre a rotatória do Condomínio Beirute e a rotatória da Agesul.

Equipes do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (DETRAN-MS), realizarão rondas nestes locais para garantir a segurança viária e a fluidez do trânsito.

Veja abaixo, no mapa, como ficará a interdição:

Nesta quinta-feira (26) a Capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, completa 122 anos. Desse modo, algumas repartições públicas do poder executivo estadual ficarão sem atendimento ao público neste dia. 

A antecipação do feriado pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, autorizada pela Lei 6.568 de 19 de março de 2021, não interferiu nas atividades dos servidores estaduais que exerceram suas atividades regularmente no período, conforme ofício circular da Secretaria Estadual de Administração e Desburocratização (SAD)

A recomendação é utilizar as ferramentas digitais para realizar consultas e alguns tipos de serviços. O aplicativo MS Digital disponibiliza 86 serviços públicos de áreas diversas como saúde, educação, trânsito, segurança, turismo, direito do consumidor, entre outros.  

Vale lembrar que serviços considerados essenciais, como saúde e segurança pública, não serão interrompidos. 

Hemosul: Na quinta-feira (26) o Hemosul Coordenador da Avenida Fernando Corrêa da Costa vai atender das 7h as 12h. O Hemosul Santa Casa abrirá em horário normal de atendimento das 7h as 11h no feriado. Na sexta-feira (27) o funcionamento de ambos será normal. 

Detran: As agências do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), da Capital, não terão expediente na quinta-feira (26) devido ao feriado de aniversário de 122 anos de Campo Grande. O atendimento do órgão volta ao normal na sexta-feira (27).

Agenfas: Não haverá expediente nas Agências Fazendárias de Campo Grande nesta quinta-feira (26). As emissões de guias para pagamentos deverão ser realizadas pelo site da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). O atendimento volta ao normal na sexta-feira (27).

Fácil: As Unidades de Atendimento da Rede Fácil: Guaicurus, Aero Rancho, Bosque dos Ipês e General Osório  estarão fechadas nesta quinta-feira (26) e retomam atendimento na sexta-feira. 

Funtrab: A Funtrab não atenderá nesta quinta e sexta-feira. Na quinta-feira, devido ao feriado municipal, e na sexta-feira (26) será realizada uma sanitização no prédio. 

Os órgãos públicos estaduais de Campo Grande estarão com as atividades presenciais suspensas no período de 22 a 26 deste mês, de acordo com Resolução conjunta assinada pelos secretários Ana Nardes (Administração e Desburocratização) e Sérgio Murilo da Mota (Governo e Gestão Estratégica),  publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) no final da tarde desta sexta-feira (19).

A medida não se aplica aos serviços públicos de saúde, segurança pública, assistência social nas residências inclusivas e nas casas abrigo, infraestrutura e fiscalizações tributária, sanitária, ambiental e meteorológica.

A Resolução foi editada em função do Decreto da Prefeitura de Campo Grande que traz várias medidas restritivas de combate à pandemia da Covid-19. A secretária Ana Nardes explicou que o atendimento à população não será prejudicado, pois cada gestor estadual adotará medidas para isso.

Ivan e Marlene tiveram mandatos cassados pela Justiça Eleitoral por compra de votos - Foto: Reprodução/Facebook

Outras Cidades

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul marcou para a próxima segunda-feira (8) o julgamento da cassação do mandato da prefeita de Miranda, Marlene Bossay (MDB), e seu vice, Adailton Rojo Alves (PTB), sob a acusação de compra de votos. O filho da mandatária municipal, o vereador  Ivan Bossay (MDB), também é investigado no caso.

Marlene teve seu mandato cassado logo após as eleições de 2016 e, desde então, vem recorrendo da sentença. A conclusão do julgamento já fora adiada por seis vezes, sendo que por duas delas foi após pedidos de vista dos desembargadores.

Essa demora no julgamento da cassação tem causado estranheza em algumas lideranças políticas da região, especialmente pelas conversas que circulam na cidade. Os três acusados afirmam que mesmo se condenados não deixarão seus cargos. 

O caso veio à tona ainda nas eleições, quando outro filho da prefeita, então candidata, Alexandre Bossay, foi flagrado e preso em flagrante quando entregava cestas básicas em aldeia indígena. 

Na ocasião, a polícia interceptou vários tickets em postos de combustíveis que eram repassados a eleitores.

O filho da prefeita também é acusado de comprar votos de jovens por meio de depósito bancario.

Essa compra foi comprovada por meio de conversas em aplicativo de mensagens no celular entre o filho da prefeita e o jovem que recebeu o dinheiro. Bossay inclusive enviou foto do comprovante do depósito feito ao rapaz e frisou o nome da mãe e do irmão para serem votados.

Marlene foi condenada em dois processos distintos. Um proposto pelo Ministério Público e outro pela Coligação Unidos por Miranda, envolvendo os partidos PSL, PR, DEM, PRP, PSDB e PV.

No caso da coligação, o advogado Ary Raghiant destacou que a cassação é consequência da captação ilícita de sufrágio, ou seja, a popular compra de votos. “São dois processos sobre o caso do filho de Marlene. O Alexandre ter sido preso entregando cestas básicas na aldeia. Pela gravidade dos fatos, dificilmente, ela ficará no cargo, e deverá ter novas eleições em Miranda”, explicou.

Defesa vai recorrer da decisão na Justiça - Foto: Foto: Anderson Gallo/ Diário Corumbaense

Outras Cidades

Carlos Ruso (PSDB) teve o mandato de prefeito de Ladário, cidade distante 421 quilômetros de Campo Grande, cassado nesta segunda-feira. Ele foi preso no ano passado durante operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual (MPE), que investigava o pagamentos mensais a vereadores em troca de apoio. 

Além do prefeito, foram presos na operação Mensalinho o secretário municipal de Educação, Helder Botelho, e sete vereadores. De acordo com o jornal Diário Corumbaense, na manhã de hoje, nove dos dez vereadores presentes na Câmara de Vereadores votaram pela cassação de Ruso. 

O relatório da Comissão Processante, que trabalhou por mais de três meses, foi favorável às denúncias feitas pelo MPE. A investigação apontou que o então prefeito, comandava  esquema para ter apoio político dos vereadores com pagamentos mensais de até R$ 3 mil a cada um dos acusados.

Conforme o presidente da Câmara, Daniel Benzi, o próximo passo é publicar o decreto que traz a decisão da comissão. “Independente do que ocorra na esfera judicial, ele não volta mais ao cargo”, explicou Daniel Benzi ao Diário Corumbaense. 

O relator da CPI, o vereador Gesiel Paiva Figueiredo, classificou o momento como difícil para a cidade. “Nada disso teria acontecido se as partes envolvidas não tivessem participado dessa situação. Porém, cabe a nós desempenhar esse papel de decidir. Analisamos e estudamos todos os fatos até chegarmos à cassação”, declarou.

Ao Diário Corumbaense, o advogado de defesa do prefeito cassado, Elton Nasser, afirmou que já tem medida judicial ajuizada e irá ingressar com outras providências.“No nosso entendimento houve cerceamento de defesa e houve inclusive incorreta adequação da norma ao caso concreto. Diante disso, vamos tomar medidas que o caso requer no sentido de salvaguardar os direitos do Carlos Ruso, na esfera eleitoral”.

 

Correio do Estado

A Pesada homenageou São Jorge - Foto: Gisele Ribeiro

Outras Cidades

Escola de Samba A Pesada é a campeã do Carnaval 2019 de Corumbá. A agremiação somou 179,6 pontos, ficando 1,2 ponto a frente da segunda colocada, que foi a Mocidade Independente da Nova Corumbá.  Na terceira colocação ficou a Estação Primeira, com 177,4 pontos.

As agremiações se apresentaram entre as noites de segunda (3) e terça (4) na Passarela do Samba, na Avenida General Rondon.

Com o enredo "São Jorge, o Santo Guerreiro da Fé”, A Pesada perdeu apenas quatro décimos dos quesitos avaliados pela comissão julgadora, que avalia ala das baianas, mestre sala e porta bandeiras, comissão de frente, alegoria, fantasia, enredo, harmonia e evolução, samba enredo e bateria.

A agremiação campeã foi a terceira a desfilar no segundo dia de desfiles e passou pela passarela do samba com 900 componentes. O objetivo do enredo era usar a expressão da religiosidade para  mostrar que o carnaval é uma manifestação cultural e não o culto a uma religião específica. O carnaval, cantou A Pesada, é simplesmente pura expressão cultural.

No ano passado, a Mocidade Independente de Nova Corumbá foi a campeã, enquanto A Pesada foi a segunda colocada, resultado que se inverteu neste ano. 

 

Correio do Estado

Advertisement