Dourados-MS,
BANNER 1 - Camra-15-09- (1000X90)

Luxa descreve Viña chateado por sair, nega briga e conta diálogo: “Quem manda sou eu”

Esporte
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Enfim de volta ao time titular, Matias Viña acabou substituído no confronto com o Internacional, disputado na noite de quarta-feira, e deixou o gramado do Allianz Parque insatisfeito. Vanderlei Luxemburgo negou briga com o lateral esquerdo uruguaio, mas confirmou ter conversado sobre a decisão de trocá-lo.

Atingido por pancada no quadril contra o Goiás, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, Viña desfalcou o Palmeiras nos jogos contra Athletico-PR e Santos e ficou no banco diante do Bahia. Nesta quarta-feira, aos 25 minutos do segundo tempo, o lateral esquerdo uruguaio foi substituído por Diogo Barbosa.

“O Viña vem de lesão, em um jogo pesado. Estava descendo bastante e senti que era o momento de trocar”, afirmou Luxa. “É normal o jogador sair chateado. Mas a decisão cabe a mim e não a ele. Sou o treinador e quem manda sou eu. Em momento algum ofendi”, disse o técnico.

“Eu fui falar com ele, como falo com todos os jogadores. Ele passou direto. Falou: ‘Mas eu estava bem para jogar’. Eu falei: ‘Mas o treinador sou eu e eu que tomo a decisão’. Então, não briguei com o Viña. Não falei mais do que isso”, reiterou o comandante.

Palmeiras e Internacional fizeram uma partida de baixo nível técnico. Aos 46 minutos do segundo tempo, Thiago Galhardo abriu o placar em cobrança de pênalti marcado com ajuda do VAR. Dois minutos depois, Luiz Adriano recebeu cruzamento de Gustavo Gomez e empatou de cabeça.

Com 10 pontos em seis partidas, o Palmeiras figura no sétimo posto do Campeonato Brasileiro. Pela oitava rodada, às 11 horas (de Brasília) deste domingo, o time comandado por Luxa volta a campo para enfrentar o Red Bull Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid.