Dourados-MS,
Natal_Todos

Brasil não alivia, passa pela Argentina e segue voando invicto na liderança da Copa do Mundo

Vôlei
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O Brasil segue implacável na Copa do Mundo de vôlei. Em duelo disputado nesta quarta-feira em Hiroshima, a seleção brasileira masculina derrubou o selecionado argentino por 3 a 0 (parciais de 25/19, 25/19 e 26/24) e cravou seu sexto triunfo, mantendo a invencibilidade e a liderança isolada da competição realizada no Japão.

Os Estados Unidos são o próximo desafio brasileiro, quinta-feira, a partir das 6h de Brasília. O bom selecionado americano iniciou a 6ª rodada como vice-líder (joga nesta quarta contra o Irã), somando quatro vitórias e uma surpreendente derrota por 3 a 2 para os argentinos na estreia.

O jogo

Com o central Flávio em lugar de Maurício Souza, a equipe nacional começou forte e rapidamente colocou confortável vantagem, indo para a primeira parada técnica com 8/4 a favor e com 16/11 para a segunda. Além do intenso volume de jogo, com Alan e Leal já quentes, o Brasil se aproveitou dos seguidos erros de saques do adversário para resolver o set de abertura por 25/19 depois de um bloqueio de Lucarelli.

O cenário inicial da segunda parcial foi bem diferente, com o time da Argentina dando muito calor. O ímpeto dos Hermanos, porém, durou bem pouco, e logo a seleção retomou as rédeas, virou e abriu três de frente (8/5). Com o passe entrando certinho, Bruninho serviu com muita qualidade os companheiros, e o Brasil seguiu absoluto em quadra, fazendo 2 a 0 no placar após finalizar a parcial novamente em 25/19.

A boa vantagem parece ter relaxado a equipe brasileira, que viu os oponentes abrirem 6/1 no começo do terceiro set. O saque argentino passou a entrar, dificultando a recepção dos comandados de Renan dal Zotto. A ótima passagem de Alan no serviço, porém, fez com que o Brasil se recuperasse, reduzisse para 6/5 e entrasse novamente na parcial. A Argentina, entretanto, dava mais trabalho e levou o placar de 16/15 a favor para a segunda parada técnica. Na base da paciência, a seleção virou o jogo e pôs dois pontos de frente (18/16), mas os argentinos deram o troco e fizeram 24/23, ficando a um passo de fechar o set. O Brasil, no entanto, disse não. Foi atrás, virou novamente e, com um ace espetacular de Leal, liquidou a fatura em 26/24.

O Brasil começou jogando com Bruninho, Lucarelli, Alan, Leal, Lucão e Flávio, além do líbero Thales. Entraram no decorrer Maurício Borges, Isac, Fernando Cachopa e Felipe Roque.