Dourados-MS,
Agosto_lilás

Líder, Brasil vira sobre a Itália e vai embalado para finais da Liga das Nações

Vôlei
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Por um momento, tudo pareceu desandar. O primeiro set perdido, a lesão de Maurício Souza, os (muitos) erros em sequência. Mas, às vezes, é preciso virar o jogo na marra. Neste domingo, no encerramento da fase classificatória da Liga das Nações, o Brasil soube mudar o rumo de uma noite que não começou muito bem. De virada e diante de 9.500 torcedores, a seleção brasileira bateu a Itália em Brasília em 3 sets a 1, parciais 26/28, 25/22, 25/18 e 25/18. Fechou com chave de ouro as duas semanas em que jogou à frente de sua torcida, com seis vitórias em seis jogos.

O Brasil já entrou em quadra com o primeiro lugar garantido na tabela. Agora, viaja para Chicago para disputar as finais, entre os dias 10 e 14 de julho. Após a vitória da França sobre o Canadá, as outras posições dos finalistas também foram confirmadas. Os grupos das finais, então, ficaram assim:

Os donos do jogo

Mais uma vez, Renan Dal Zotto usou seu banco para mudar o rumo da partida. Cachopa e Douglas Souza entraram muito bem no jogo e levaram o Brasil à vitória. Lucarelli fechou a partida com 19 pontos, um a mais que Alan. Douglas fez 12, e Flávio terminou a partida com 11.

Susto de Maurício Souza

No segundo set, depois de tentar um bloqueio, Maurício Souza caiu de mau jeito e torceu o tornozelo esquerdo. O central deixou a quadra carregado e não voltou mais. Durante toda a parcial, permaneceu deitado no banco de reservas. No intervalo para o terceiro set, deixou o ginásio carregado por companheiros. O jogador passará por exames nesta segunda-feira. Mas, após a partida, a comissão técnica do Brasil afirmou que o lance foi mais um susto, e que a lesão não deve ser séria.