Dourados-MS,
Anuncie_aqui

Atual campeão da Copa Libertadores, o River Plate está próximo de disputar mais uma decisão continental. Nesta terça-feira, o time abriu boa vantagem nas semifinais ao derrotar o Boca Juniors por 2 a 0, no Monumental de Núñez, numa partida em que teve amplo domínio do rival e poderia até ter vencido por um placar mais dilatado.

O duelo de volta está marcado para 22 de outubro, no estádio de La Bombonera, onde o River poderá perder por até um gol de diferença para avançar à decisão contra o clube brasileiro que se classificar na série entre Grêmio e Flamengo – o jogo de ida será nesta quarta-feira em Porto Alegre. A final está marcada para 23 de novembro em Santiago.

O confronto desta terça foi o reencontro entre os clubes na Libertadores após a turbulenta decisão de 2018. Naquela oportunidade, a finalíssima foi para a Espanha após torcedores do River apedrejaram o ônibus da delegação do Boca horas antes da segunda partida, na chegada ao Monumental, com alguns atletas ficando feridos e o duelo sendo adiado.

O JOGO – Ainda que o árbitro brasileiro Raphael Claus tenha demorado a assinalar o pênalti, o que só fez após aconsulta ao VAR, bastou ao River um ataque para abrir o placar. Logo aos dois minutos, após Andrada espalmar chute cruzado de De La Cruz, Borré foi derrubado na grande área por Mas. O próprio Borré executou a cobrança, no sexto minuto e chutou no meio do gol, abrindo o placar.
 

O gol só expôs um cenário de domínio do River, que, ainda assim, levou perigo em batida de longe de Mac Allister, que parou em Andrada e no travessão. Mas foi uma exceção, pois o Boca se preocupava mais em manter a segurança defensiva, o que até funcionou para barrar o ataque rival durante quase todo o primeiro tempo, ainda mais que o bom toque de bola do time da casa não era tão envolvente como costumeiramente.

 

No fim, porém, o River teve duas chances de marcar, com Borré e De La Cruz, esse em cobrança de falta, que pararam em Andrada. Mas a mais clara, e inacreditavelmente oportunidade perdida, foi do Boca, que enfim conseguiu encaixar um contra-ataque, em boa ação de Ábila, até então com dificuldade para dar sequência aos lances. Aos 42 minutos, lançado por Reynoso, ele conseguiu se proteger da marcação e rolou para Capaldo, que livre na grande área e cara a cara com Armani, bateu por cima.

O domínio do River se repetiu no segundo tempo, embora o Boca tenha buscado mudar a sua postura com a entrada de Tevez, porém sem êxito. Já o River foi colecionando chances desperdiçadas, como aos dez minutos, quando cruzamento de Montiel parou na trave. E aos 15, quando De La Cruz bateu cruzado da esquerda e a defesa do Boca se enrolou para evitar a finalização de Fernández, com a bola passando perto da trave. O segundo gol saiu aos 24 minutos. Ignacio Fernández avançou pelo meio, abriu para Suárez na direita e recebeu passe na pequena área, deslocando Andrada na sua finalização.

O River voltaria a chegar com perigo aos 29, em lindo toque de cobertura de Suárez, que Andrada espalmou. E só aí o Boca respondeu em outra tentativa de cobertura, de Capaldo, que parou na boa intervenção de Andrada. Mas foi um lance isolado de um time pouco criativo e que abusava dos chutões.

Assim, continuou sendo dominado pelo River, que seguiu perdendo chances, como aos 32, com Scocco. No fim, o Boca ainda teria Capaldo expulso por entrada dura em Enzo Pérez. E o River manteve o placar de 2 a 0 e a boa vantagem para o confronto de volta das semifinais da Libertadores.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) sorteou na noite de ontem (1) os grupos da Copa Libertadores Feminina 2019, que será disputada entre os dias 11 e 27 de outubro, em Quito, no Equador.  A tabela com datas e jogos ainda não está fechada.

A Ferroviária – campeã da primeira divisão Campeonato Brasileiro Feminino, no último domingo (30) - caiu na chave B, junto com o cabeça de chave Deportivo Cuenca (Equador), Estudiantes Caracas (Venezuela) e Mundo Futuro (Bolívia). 

Já a equipe feminina do Corinthians, vice-campeã do Brasileirão,  será a cabeça de chave do Grupo C, que tem ainda Club Nañas (Equador) e Libertad Limpeño (Paraguai). O quarto integrante da chave será um time colombiano (América de Cali ou Independiente Medellin), ainda a ser definido.

A Ferroviária vai em busca do segundo título na Libertadores: o primeiro título conquistado pelas Guerreiras Grenás foi em 2015, após vitória na final contra as chilenas do Colo Colo.

A Copa Libertadores Feminina 2019 reunirá 16 clubes. Os demais grupos ficaram assim: no Grupo A estão as atuais campeãs do Atlético Hullia (Colômbia), Peñarol (Uruguai), Cerro Porteño (Paraguai) e Colo Colo (Chile); no Grupo D estão Santiago Morning (Chile), UAI Urquiza (Argentina), M Distrital de Majes (Peru) e um clube colombiano ainda a ser definido.

Jogando em Florianópolis, na noite desta segunda-feira (30) contra o Avaí, o Bahia levou a melhor, por 2 a 0, no último jogo da 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Aos 24 minutos do primeiro tempo quem marcou foi o meia Élber após troca de passes com os jogadores Artur e Gilberto.

Só dois minutos depois foi a vez do lateral Nino Paraíba, ampliar o placar e garantir a vitória do time baiano.

O resultado colocou o Bahia na 6ª colocação da tabela com 37 pontos. Já o Avaí está na 19ª colocação da zona de rebaixamento, com apenas 16 pontos.

O Fortaleza venceu o Botafogo por 1 a 0 na noite desta segunda-feira (30), no estádio Castelão, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Mas o gol da vitória foi contra do jogador Marcelo Benevenuto. Aos 15 minutos do segundo tempo em disputa de bola pelo alto, Marcelo mandou de cabeça para o próprio gol.

Com o resultado o Fortaleza chegou a 13ª colocação na tabela, com 25 pontos. Em 12º, com 27 pontos, está o Botafogo.

Começa nesta noite (2) a disputa por uma vaga na decisão da Libertadores da América. Grêmio e Flamengo se enfrentam, a partir das 20h30 (de MS), na arena do tricolor gaúcho, em Porto Alegre.

O técnico Renato Portaluppi faz mistério em relação ao time titular, mas a tendência é de que comece o jogo com Paulo Victor; Galhardo, David Braz, Kannemann e Cortez; Michel, Matheus Henrique, Alisson, Luan e Everton; Diego Tardelli.

Já o Flamengo deve entrar em campo com Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Arão, Gerson, Everton Ribeiro e De Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

O jogo da volta está marcado para o dia 23 de outubro no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. O vencedor do confronto decidirá a Libertadores contra quem passar do duelo argentino entre Boca Juniors x River Plate, que venceu ontem a primeira partida entre os dois.

 

Rodada – A noite de futebol desta quarta-feira também tem Campeonato Brasileiro com dois jogos atrasados da 21ª rodada, ambos às 18h15. O Atlético Mineiro recebe o Vasco no estádio Independência, em Belo Horizonte, enquanto o Corinthians visita a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

O Goiás venceu a sua terceira partida seguida contra o Cruzeiro, por 1 a 0 na noite desta segunda-feira  (30) no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

Alan Ruschel foi o grande astro da partida. Aos 16 minutos do segundo tempo o jogador recebeu passe de Michael e mandou direto para o fundo da rede.

Antes disso, o Cruzeiro até chegou a balançar a rede do Goiás, mas o gol de Thiago Neves foi anulado pela arbitragem após ser informada pelo VAR que havia impedimento do camisa 11.

Com a vitória, o Goiás chegou aos 30 pontos, na 11ª colocação do Campeonato Brasileiro. Já o Cruzeiro está com 19 pontos, na 17ª posição da zona de rebaixamento.

O Corinthians derrotou o Vasco por 1 a 0, na manhã deste domingo, em sua arena, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ralf marcou o gol da vitória no segundo tempo. A partida teve a intervenção do VAR em três oportunidades para anular dois gols do time paulista e outro da equipe carioca.

O resultado leva o time de Carille aos 38 pontos, provisoriamente na quarta colocação, 11 pontos atrás do líder Flamengo, mas dentro da zona de classificação para a Copa Libertadores. O Corinthians só perde a quarta colocação em caso de vitória do Internacional (36 pontos) sobre o Palmeiras (45), neste domingo, no Beira-Rio. O São Paulo (36), sexto colocado, já jogou na rodada (empate por 0 a 0 com o Flamengo).

Foi a segunda vitória consecutiva do Corinthians no Brasileirão, a primeira depois da eliminação nas semifinais da Copa Sul-Americana. A derrota deixa o Vasco com 24 pontos, em 13º lugar, cinco pontos fora da zona do rebaixamento.

Mais Artigos...