Dourados-MS,
Parceiros1

A regra este ano no Operário é manter um time modesto. Com pouco investimento, o clube virá para o Campeonato Sul-Mato-Grossense de 2020 com alguns garotos da base e uma ou outra contratação pontual, segundo o presidente do time, Estevão Petrallas.

Diferente de algumas temporadas passadas, quando o clube conseguiu contratar nomes conhecidos como o atacante Rodrigo Gral – que passou três temporadas no Galo e deixou a equipe em 2018, quando anunciou sua aposentadoria após a conquista do Estadual –, o time vem com poucas contratações.

“Nós vamos com um time bem modesto em relação a anos anteriores. A frase na moda no Operário é trabalho, não tem outro jeito, não tem outro, tem que trabalhar muito, começar do zero. O time tem uma história, mas o plantel atual precisa trabalhar, não tem outro jeito. Não vamos jogar com a história, então estamos bem conscientes de que o trabalho é que vai dar a dignidade aos resultados”, disse o presidente.

A apresentação oficial da equipe deverá acontecer na próxima semana, poucos dias antes da estreia no Estadual, contra o Pontaporanense, que está marcado para domingo (2) e deverá ocorrer no estádio Morenão, em Campo Grande, caso ele seja liberado pelo Ministério Público Estadual.

Segundo Petrallas, o goleiro Aranha, que já atuou no Estadual pelo Aquidauanense, e o voltante Rilber são algumas das contratações acertadas até agora. “A gente não fechou todas elas [contratações]. Estamos com um número grande de garotos da base, diferente de alguns anos, que tinham jovens, mas em um número inferior ao desse ano. Três deles inclusive já estão incorporados na equipe principal”, contou.

Os meninos que já começam com o time principal são os atacantes Vinícius e Rilber e o volante Elber. “A expectativa é fazer um bom trabalho, como sempre fizemos. Mas com bastante pé no chão. Os favoritos hoje são o Costa Rica, o campeão Águia Negra e o Aquidauanense vice. O Operário vai participar com uma equipe modesta, mas buscando a vitória jogo a jogo”. 

O técnico da equipe, Glauber Caldas, tem treinado o “time de garotos” no estádio do Cene, já que o Operário não tem sede própria. O local tem sido usado por algumas equipes da Capital porque, segundo Petrallas, há dificuldade em encontrar um campo com as medidas oficiais na cidade.

Depois de estrear em casa no Estadual, o Operário faz jogo fora contra a Sociedade Esportiva Recreativa de Chapadão do Sul (Serc), no dia 5 de fevereiro, às 15h. A partida, porém, ainda não tem local definido, já que o estádio da cidade, Ijair Tomquelsqui, ainda não foi liberado para a competição.

Situação que também acontece com outros três estádios, entre eles o Morenão, que não consta oficialmente na tabela divulgada pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS). Os outros dois são o Loucão, em Maracaju, e o Luiz Soares Andrade, o Andradão, em Nova Andradina.

No caso do Morenão, a previsão é de que até hoje a promotoria do Consumidor da Capital tenha uma posição sobre a liberação ou não do estádio, já que os laudos do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Vigilância Sanitária e engenharia foram entregues.

Pela primeira vez na história, um Gre-Nal definirá o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Após 29 anos, o Grêmio se garantiu na final da maior competição de base do Brasil. O time comandado pelo técnico Guilherme Bossle venceu o Oeste por 1 a 0, na tarde desta quarta-feira (22), na Arena Barueri. O gol gremista foi marcado por Elias, no segundo tempo. Outro finalista, o Inter passou pelo Corinthians por 3 a 1 na terça-feira (21).

O Grêmio começou melhor a partida. Mesmo com o desfalque de Diego Rosa, campeão mundial sub-17 com a seleção brasileira, o Tricolor teve as chances mais claras da etapa inicial. Primeiro com Elias, logo aos sete minutos. O centroavante recebeu longo lançamento do campo de defesa, o lateral Biel falhou e o camisa 7 apareceu rápido para invadir a área e arriscar um chute à queima roupa. O goleiro Márcio, no puro reflexo, tirou com a mão direita. 

Após, aos 20 e 28 minutos, Pedro Lucas e Rildo também tiveram mais duas ótimas oportunidades de abrir o placar. Nada feito. O Oeste até levou alguns sustos ao goleiro Adriel, mas também não conseguiu ser efetivo. Ambas equipes foram para o intervalo com o marcador igualado.

Na etapa complementar, o Grêmio começou fazendo pressão mas, ao mesmo tempo, tomando decisões precipitadas. O Tricolor não conseguia acertar o último passe e proporcionou diversos contra-ataques para a equipe paulista. O primeiro grande susto foi aos 17 minutos, Reifit fez passe na medida para Kauê finalizar dentro da área. Mas faltou qualidade, ele bateu em cima do arqueiro gremista.

O Tricolor chegou a responder com Rildo, de cabeça, aos 25. Mas foi aos 34, que o time de Guilherme Bossle tirou o zero do placar. O camisa 10 Welliton se complicou na saída de bola e Elias, atento, roubou, invadiu a área e finalizou sem chances para o goleiro. Grêmio 1 a 0 e confirmado para sua segunda final na Copa São Paulo de Futebol Júnior — a única, até então, havia sido em 1991, na derrota por 4 a 0 para a Portuguesa.

Essa, porém, não é o primeiro Gre-Nal na história da Copinha. Nas quartas de final da edição de 1972, o Colorado venceu o Tricolor por 4 a 1 e chegou à decisão do torneio. Na ocasião, foi vice-campeão ao perder para o Nacional por 2 a 1.

A decisão está marcada para este sábado (25), aniversário de São Paulo, às 10 horas, no Estádio Pacaembu. 

O Palmeiras começou o Campeonato Paulista com o pé direito e uma goleada de 4 a 0 sobre o Ituano, na noite desta quarta-feira (22) no estádio Novelli Junior, em Itu. O show de gols do Verdão rolou no segundo tempo da partida.

Aos 6 minutos, Dudu foi barrado na hora do chute e a bola sobrou para Marcos Rocha, que mandou de primeira no cantinho do gol de Pegorari. Em seguida foi a vez de Lucas Lima aos 12 minutos, também fazer o dele.

Aos 28 minutos, Zé Rafael fez o terceiro e para fechar com chave de ouro, Willian ampliou a vantagem aos 33 minutos. Pela frente o Palmeiras enfrenta o São Paulo, no domingo, em Araraquara. Já o Ituano joga contra o Oeste, sábado, na Arena Barueri.

O Flamengo e o Real Madrid, da Espanha, anunciaram nesta segunda-feira (20) que chegaram a um acordo comercial que garantiu a ida do meia-atacante Reinier para a equipe espanhola.

O jogador, que completou 18 anos no último dia 19, se apresentará ao Real após a disputa, com a seleção brasileira sub-23, do Pré-Olímpico de futebol masculino na Colômbia.

Reinier foi uma das revelações do Flamengo na última temporada, marcando importantes gols na vitoriosa campanha da última edição do Campeonato Brasileiro.

Com golaços de Pablo e Daniel Alves o São Paulo levou a melhor no embate contra o Água Santa, na noite desta quarta-feira (22) e saiu de campo no Morumbi, ostentando um bonito 2 a 0 sobre o rival.

Aos 5 minutos de jogo, Vitor Bueno encaminhou para Pablo, que não desperdiçou a oportunidade e mandou a bola no canto esquerdo do goleiro. O Água Santa até que conteve os ânimos do adversário por boa parte do primeiro período, mas não teve jeito.

A noite de estreia no Paulistão era mesmo do São Paulo e aos 41 minutos, Daniel Alves chutou para o gol, mas acertou a defesa. No rebote, ele faz de pé esquerdo e ampliou a vantagem do São Paulo.

A vitória deixa o São Paulo na liderança do Grupo C, com três pontos. Já o Água Santa, com zero, está no Grupo A. O Águia volta a jogar no sábado, contra Novorizontino, Diadema enquanto o São Paulo, joga no domingo, contra o Palmeiras, em Araraquara.

O Águia Negra estreou no Campeonato Estadual com vitória por 2 a 0 sobre o Pontaporanense. A partida foi realizada na noite desta quarta-feira, dia 22 de janeiro, no estádio Ninho da Águia, em Rio Brilhante.

O atacante Kareca marcou o primeiro gol do jogo para o time da casa aos 24 minutos do primeiro tempo. Salomão ampliou aos 47 para festa dos 708 torcedores pagantes. No fim do jogo, o Pontaporanense ficou com um jogador a menos. Mateus levou o segundo cartão amarelo e consequentemente o vermelho.

O Águia Negra volta a campo no dia 1º de fevereiro contra o Comercial, em Campo Grande. O Pontaporanense joga no dia seguinte contra o Operário, também na Capital.

A primeira rodada do Campeonato Estadual continua no fim de semana com mais uma partida isolada. O Corumbaense recebe o Maracaju no estádio Arthur Marinho, em Corumbá, a partir das 15 horas.

O Vasco decepcionou seus torcedores na estreia da equipe no Campeonato Carioca, na tarde deste domingo. Os vascaínos foram em peso a São Januário para ver uma grande vitória sobre o Bangu, mas o time perdeu as oportunidades de gol que criou e teve de se contentar com um empate por 0 a 0 no retorno do treinador Abel Braga.

Ao contrário do que fizeram Flamengo e Botafogo no sábado, o Vasco decidiu jogar a primeira rodada do torneio estadual com sua equipe titular. A estreia do argentino Cano, que chegou da Colômbia com fama de grande artilheiro, foi uma grande atração, assim como a volta da revelação Talles Magno, que se recuperou de uma grave lesão. Nem assim, porém, a equipe comandada por Abel conseguiu superar a defesa do Bangu.

Os donos da casa começaram a partida no ataque, sem dar sossego aos visitantes. Logo aos três minutos, o zagueiro Werley quase abriu o placar com uma cabeçada. Dois minutos depois, o Bangu respondeu com um chute cruzado que passou muito perto do gol defendido por Fernando Miguel.

Depois da alta intensidade dos primeiros minutos, o Vasco reduziu o ritmo e só voltou a incomodar os defensores adversários perto do intervalo. Aos 47, Yago Pikachu recebeu a bola na área e mandou um chute que exigiu uma boa defesa de Matheus Inácio.

Na etapa final, o roteiro se repetiu: o Vasco começou em alta voltagem, o Bangu ameaçou em uma rara aparição no ataque, depois o ritmo do jogo caiu bastante e, na reta final, os donos da casa voltaram a acelerar.

A melhor oportunidade de gol dos vascaínos surgiu aos 26 minutos, quando Werley cabeceou para o chão e só não abriu o placar porque Matheus Inácio fez uma excelente defesa.

Nos minutos finais, o Vasco partiu para o tudo ou nada, mas o gol não saiu. Para ganhar tempo, jogadores do Bangu caíam no gramado com frequência, alegando estarem machucados, o que irritou bastante a torcida vascaína, que esperava viver uma tarde bem mais feliz em São Januário.

Mais Artigos...