Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

América faz dois, mas não suporta a pressão e leva empate no Castelão

Futebol
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Em um confronto bastante movimentado, Ceará e América ficaram no empate por 2 a 2, na noite desta segunda-feira, no Castelão, em duelo válido pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O América abriu o jogo com dois gols, mas sofreu um gol ainda na etapa inicial e o segundo aos 47 do segundo tempo. O Ceará ainda não venceu no Brasileirão. Nos cinco jogos, os melhores resultados foram dois empates, seguidos de três derrotas. Com isso, o clube cearense só é melhor que o Paraná. Já o América faz um início de Campeonato Brasileiro surpreendente. O time de Enderson Moreira chegou aos sete pontos, na 10ª colocação.

O duelo desta noite foi bastante movimentado. O Coelho abriu o placar logo no segundo minuto de jogo. Minutos depois chegou ao segundo tento, ambos marcados por Giovanni. Ainda na etapa inicial, o Ceará diminuiu. No segundo tempo, o time da casa foi com tudo para buscar o resultado. Após muita pressão, o time cearense conseguiu um pênalti, aos 47 do segundo tempo.

O América volta a campo no domingo, às 16h (de Brasília), contra o Botafogo. Já o Ceará vai até o Barradão, enfrentar o Vitória, no mesmo dia, mas às 11h.

Primeiro tempo

O América entrou em campo disposto a buscar a primeira vitória longe de Belo Horizonte. Até agora, os seis pontos conquistados foram dentro do Independência e, vale destacar, a dura derrota por 4 a 1, de virada, para o Vasco, na última semana.

E rapidamente o Coelho tentou alcançar logo seu desejo. Aos 2 minutos, em cruzamento na área, Giovanni, de peixinho, colocou para o fundo das redes.

Após o tento inicial, as equipes se equilibraram em campo. O Ceará conseguiu boas chegadas com Elton e levava algum perigo contra a meta americana.

Aos 29, o Coelho conseguiu ampliar a contagem. Em jogada de velocidade, a bola sobrou para Marquinhos na direita. O camisa 7 correu e conseguiu evitar a saída da bola. Ele cruzou novamente e encontrou Giovanni dentro da área.

O segundo tento americano – o segundo de Giovanni – deixou clara as falhas na marcação do Ceará.

Aos 37, o Ceará conseguiu diminuir. Em cobrança de escanteio, Elton subiu mais que todo mundo e colocou a bola para dentro. O tento só foi confirmado cerca de três minutos depois, com muita polêmica. Os americanos reclamavam que Wescley, que estava impedido, atrapalhou o goleiro João Ricardo no lance. Já a equipe da casa garantia que não.

Segundo tempo

A etapa complementar iniciou com muita pressão do Ceará. A equipe da casa precisava de mais um gol para conquistar, pelo menos, o empate. Para conseguir melhorar no ataque, Eder Luis entrou na vaga de Felipe Azevedo.

O Ceará era muito agressivo. O time da casa passou a espremer o América em seu campo defensivo e a defesa mineira tinha dificuldades.

O técnico Enderson Moreira tirou Luan para colocar Gerson Magrão, dando uma boa opção na saída de bola e garantindo uma estabilidade defensiva maior.

Pouco melhorou. O América não conseguia chegar ao ataque para agredir e ainda sofria na defesa.

Aos 47 minutos, em lance questionável, o árbitro marcou um pênalti. Na cobrança, Pio afundou as redes e empatou.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 2 X 2 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 14 de maio de 2018, segunda-feira
Horário: 20 horas (Brasília)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao (CBF-GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)

Gols: Giovanni, aos 2 e aos 29 minutos do primeiro tempo (América); Elton, aos 37 minutos do primeiro tempo, Pio, aos 47 minutos do segundo tempo (Ceará)
Cartões: Aderlan, Luan (América)

CEARÁ: Everson; Pio, Luiz Otávio, Valdo e Rafael Carioca; Juninho (Artur), Richardson e Ricardinho; Wescley (Juninho), Elton e Felipe Azevedo (Eder Luis)
Técnico: Marcelo Chamusca

AMÉRICA–MG: João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Giovanni; Leandro Donizete, Christian, Marquinhos (Renan Oliveira), Serginho e Luan (Gerson Magrão); Aylon (Wesley)
Técnico: Enderson Moreira

 

Gazeta Esportiva