Dourados-MS,
Câmara_novo

Juventude vence nos pênaltis e pegará Grêmio nas oitavas da Copa do Brasil

Futebol
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Foi definido na noite desta terça-feira o último time classificado às oitavas de final da Copa do Brasil. Visitando o Vila Nova no estádio Serra Dourada, em Goiás, o Juventude segurou o ímpeto dos donos da casa no tempo regulamentar, empatando novamente sem gols, e nas penalidades foi mais eficiente, saindo de campo com a tão sonhada vaga ao superar os donos da casa na marca da cal por 4 a 3.

Com o resultado, o Juventude terá pela frente nas oitavas de final da Copa do Brasil o Grêmio, que se enfrentaram nas quartas de final do Campeonato Gaúcho deste ano. Na ocasião, o time comandado pelo técnico Renato Portaluppi goleou a equipe de Caxias do Sul por 6 a 0.

O jogo – O Vila Nova começou a partida de forma avassaladora. Logo aos seis minutos de partida, Felipe Rodrigues fez a ultrapassagem pela direita, chegou na linha de fundo e cruzou rasteiro para Gustavo Mosquito, que finalizou de letra e carimbou a trave do goleiro do Juventude. Já aos 11 minutos, Rafael Silva recebeu lançamento, sai cara a cara com o goleiro e deu um toque por cima para encobri-lo, mas, no meio do caminho, a zaga rival apareceu bem para evitar o gol.

A pressão alvirrubra continuou no estádio Serra Dourada. Aos 12 minutos, Philipe Maia subiu mais alto que os marcadores do Juventude após cobrança de escanteio e cabeceou firme, assustando o goleiro Carné. Depois, em outra jogada de bola parada, aos 18, Alan Mineiro levantou no primeiro pau, e Rafael Silva desviou de carrinho, tirando tinta da trave rival.

Somente nos minutos finais do primeiro tempo o Juventude, enfim, respondeu. Aproveitando o cansaço do Vila Nova, os visitantes chegaram a balançar as redes aos 38, quando João Paulo cobrou escanteio fechado e acabou marcando um gol olímpico, porém, o árbitro marcou falta no goleiro Rafael Santos no lance.

Segundo tempo

Na etapa complementar, o Vila Nova seguiu determinado a abrir o placar e ficar mais próximo da tão sonhada vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Alan Mineiro recebeu pela direita e soltou uma bomba de fora da área, forçando o goleiro Carné a fazer boa defesa.

Daí em diante o Vila Nova até seguiu pressionando o Juventude, mas sem levar perigo real à meta adversária. Rodando a bola de um lado para o outro, os donos da casa procuravam algum espaço que pudessem explorar, mas os gaúchos se mantiveram firmes para segurar o ímpeto alvirrubro.

Aos 34 minutos, o técnico Eduardo Baptista apostou sua última ficha no experiente Danilo, ex-Corinthians, na tentativa de marcar o gol da classificação a qualquer custo, porém, nem mesmo o jogador multicampeão pôde quebrar o forte sistema defensivo do Juventude. Embora o Vila Nova tenha ido às redes aos 46 minutos em cabeçada de Felipe Rodrigues após cobrança de escanteio, o juiz sinalizou falta do defensor. Desta forma a vaga teve de ser mesmo decidida nas penalidades.

Penalidades

Nas penalidades, melhor para o Juventude, que, apesar de ter desperdiçado a primeira cobrança, conseguiu a virada graças ao chute na trave de Danilo e à defesa de Carné no arremate de Patrick e acabou vencendo o Vila Nova por 4 a 3.