Dourados-MS,
CMD-DROGAS

Reservas do Furacão viram sobre o Fla e calam o Maracanã

Futebol
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

O que era uma festa de despedida para o meia Lucas Paquetá terminou com vitória do Atlético-PR sobre o Flamengo por 2 a 1, neste sábado, no Maracanã. Os paranaenses precisavam dos três pontos, mas terminaram o Campeonato Brasileiro na sétima posição, atrás do xará mineiro, fora da zona de classificação para a Libertadores. Os cariocas finalizam a temporada com o vice-campeonato.

O Flamengo foi superior no primeiro tempo e foi para o intervalo a frente no placar após gol de Rhodolfo. Só que na etapa final, o Atlético-PR, mesmo com os reservas, mostrou força para virar com gols de Rossetto e Rony, para estragar a despedida de Paquetá.

Enquanto os flamenguistas encerram a temporada, o Atlético-PR terão ainda a disputa da final da Copa Sul-Americana, contra o Junior-COL.

O jogo 
A partida começou equilibrada, com as duas equipes voltadas para o ataque. O Atlético-PR teve a primeira boa chance, aos cinco minutos. Márcio Azevedo arriscou de fora da área e obrigou Cesar a espalmar para longe. A bola sobrou para Lucas Paquetá, que iniciou contra-ataque, mas o meia finalizou fraco após receber passe de Diego.

Os visitantes tiveram um momento de domínio, mas viram o Flamengo logo aumentar o ritmo e abrir o placar aos 22 minutos. Após cobrança de escanteio de Diego, Rhodolfo cabeceou no canto, sem chance para Felipe Alves.

O revés foi sentido pelo Atlético-PR, que claramente não manteve o ritmo dos primeiros minutos. Com isso, o Flamengo cresceu e passou a chegar com facilidade ao ataque. Aos 34 minutos, Diego arriscou de fora da área e assustou Felipe Alves. No minuto seguinte, foi a vez de Lucas Paquetá escorar para Uribe cabecear sobre o travessão.

O domínio dos donos da casa aumentou nos minutos finais. Tanto que aos 42, o Flamengo teve grande chance de ampliar o placar. Lucas Paquetá cruzou rasteiro e a bola sobrou para Éverton Ribeiro. O meia dominou e chutou colocado, mas Felipe Alves se esticou para salvar os paranaenses. Com isso, os visitantes conseguiram sair para o intervalo apenas com um gol de desvantagem no Maracanã.

No segundo tempo, o Atlético-PR voltou melhor e desperdiçou duas boas chances de empatar, ambas com Rony. Na primeira, o atacante chutou muito mal. Já na segunda, após falha de Cesar na saída de bola, o jogador chutou sobre o travessão.

Enquanto o Flamengo caiu de rendimento, os visitantes eram mais objetivos. O Atlético-PR teve nova chance de marcar aos 18 minutos, quando Rony recebeu na entrada da área e chutou próximo ao gol. No entanto, no minuto seguinte, os paranaenses chegaram ao empate. Após bola troca de passes, Rossetto ficou com a bola na área e chutou sem chance para Cesar.

Somente depois do gol, o Flamengo acordou e equilibrou a partida. Os donos da casa quase marcaram o segundo aos 24 minutos. Uribe recebeu passe na área, girou sobre a marcação, mas chutou para fora. O castigo veio no minuto seguinte. Em avanço rápido, Rony pegou a bola no bico da área, puxou para o meio e chutou forte no ângulo, sem chance para Cesar.

O Flamengo sentiu o revés e deixou de ser perigoso durante alguns minutos. Somente aos 25 minutos, os cariocas quase empataram com Willian Arão. O volante arriscou de longe e quase acertou o ângulo paranaense. Depois, foi a vez de Vitinho chutar colocado e ver Felipe Alves fazer grande defesa.

Na parte final, o confronto ficou nervoso após o volante Willian Arão ser expulso por entrada em Rony. Só que em seguida, o atacante paranaense agrediu Berrío e também recebeu o cartão vermelho. Assim, os dois times terminaram o jogo com um jogador a menos.

Nos minutos finais, o que era festa passou a ser protesto por parte da torcida, que não perdoou jogadores e diretoria. Dentro de campo, o Flamengo tentou pressionar, mas viu o Atlético-PR controlar a posse de bola até o fim.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 x 2 ATLÉTICO-PR

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 1 de dezembro de 2018 (Sábado)
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (Fifa-SP)
Renda: R$ 697.255,00
Público: 62.994 pagantes
Cartões amarelos: Piris da Motta, Lucas Paquetá e Pará (Flamengo); Wellington (Atlético-PR)
Cartões vermelhos: Willian Arão (Flamengo) e Rony (Atlético-PR)

GOLS
FLAMENGO: Rhodolfo, aos 22min do primeiro tempo
ATLÉTICO-PR: Rossetto, aos 19min do segundo tempo; Rony, aos 25min do segundo tempo

FLAMENGO: César, Pará (Rodinei), Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Piris da Motta (Vitinho), Willian Arão, Diego e Everton Ribeiro (Berrío); Lucas Paquetá e Fernando Uribe
Técnico: Dorival Júnior

ATLÉTICO-PR: Felipe Alves, Diego Ferreira (Lucho González), Wanderson, José Ivaldo e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Bruno Guimarães) e Rosseto; Marcinho, Marcelo Cirino (Pablo) e Rony
Técnico: Tiago Nunes