Dourados-MS,
Semestre- Camara

Atlético Mineiro goleia o Fluminense no Horto

Futebol
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Quem decidiu aproveitar a tarde de domingo na Arena Independência foi presenteado com um grande jogo. Pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, Atlético Mineiro e Fluminense protagonizaram um duelo de muitas chances, sete gols e vitória do Galo por 5 a 2, com destaque para a atuação de Roger Guedes, autor de dois tentos.

Nos primeiros 45 minutos da partida não faltaram emoção, chances e também gols. Desde o início, a intensidade alta foi a marca, mas os goleiros vinham se sobressaindo sobre os atacantes. Isso, porém, chegou ao fim com Gilberto que, de cabeça, abriu o placar para o Flu. Melhor, o Galo não conseguiu apenas o empate, com Leonardo Silva, como virou o jogo com Roger Guedes, artilheiro do Brasileiro. Nos acréscimos, a igualdade voltou a reinar no placar com o gol de Pedro.

Grande parte do roteiro do primeiro tempo foi repetido no segundo, com exceção do número de gols. Se o Atlético começou melhor e assustando, foi o Fluminense que fez isso na parte final. Depois de igualar o rendimento, os donos da casa viram o meia Tomás Andrade, que havia perdido uma chance minutos antes, marcar o seu tento e Ricardo Oliveira, marcar de falta, também balançar as redes. Nos acréscimos, Roger Guedes deu números finais ao duelo.

Na próxima rodada, a última antes da parada para a Copa do Mundo, o Atlético Mineiro recebe, novamente na Arena Independência, o Ceará, com a volta de Thiago Larghi ao banco de reservas, depois de cumprir suspensão neste domingo. Enquanto isso, o Fluminense volta ao Maracanã para enfrentar o Santos.

O JOGO

A partida começou mostrando bem qual seriam as prioridades e as propostas de ambas as equipes. Jogando em casa, o Atlético Mineiro tinha a posse da bola, controlava o jogo e utilizava o lado esquerdo, com Roger Guedes, Cazares e Fábio Santos tentar criar as jogadas. Já o Fluminense utilizava uma linha de cinco defensores a fim de conter as investidas do adversário.

Empurrado pela torcida presente no Horto, o Galo criou a primeira chance logo aos dois minutos com o dueto Ricardo Oliveira e Fábio Santos. O lateral cruzou na área, o atacante antecipou e testou os reflexos de Julio César, que fez grande defesa para impedir o primeiro tento.

Depois dos 10 primeiros minutos, o Fluminense deixou de apostar apenas nos contra-ataques e igualou o jogo. Dessa forma, conseguiu assustar Victor, que viu o chute de Jadson, livre na área, passar por cima de sua meta. O goleiro do Galo, porém, não teve a mesma sorte aos 28 minutos. No escanteio, Gilberto subiu mais que a defesa, completou meio sem jeito e abriu o placar.

A desvantagem no placar não cessou a intensidade que foi marca do Atlético durante a primeira etapa. Depois de Julio Cesar evitar o empate, foi a trave que impediu o tento de Leonardo Silva aos 33 minutos. O gol do defensor, entretanto, estava guardado para o minuto seguinte, no cruzamento de Patric, que o camisa 3 dominou e fuzilou para as redes.

Empolgado com o empate, os donos da casa seguiram em busca da virada, confirmada aos 45 minutos com um golaço de Roger Guedes. O artilheiro do Campeonato Brasileiro ajeitou e mandou a bola no ângulo para virar. Antes do fim do primeiro tempo, porém, o Fluminense voltou a deixar tudo igual no placar. Após cruzamento de Richard, Pedro aproveitou a falha grotesca de Patric, saiu na cara de Victor e estufou a rede.

A intensidade do primeiro tempo não ficou no vestiário e voltou junto com os dois times. Entretanto, a pressão que foi do Atlético Mineiro coube ao Fluminense no início dos 45 minutos finais. Aos três, Pedro recebeu cruzamento dentro da área, arriscou um voleio, mas a bola passou por cima do gol.

O roteiro do segundo tempo foi muito parecido ao primeiro, reservando a única diferença ao time que exerceu a pressão inicial. Se coube ao Atlético Mineiro na parte inicial, foi do Fluminense a primeira grande chance. Aos três minutos, Pedro arriscou um voleio, mas a bola saiu por cima do gol de Victor.

Aos poucos, com mais controle do jogo, o Galo teve com Tomás Andrade um fato semelhante ao de Leonardo Silva, mas ainda mais curioso. Com liberdade, o meio-campista arrematou de fora da área e a trave tratou de evitar o gol por duas oportunidades, primeiro no chute, e depois na sequência da defesa de Julio César. Aos 18 minutos, saiu o gol do camisa oito, que aproveitou o rebote do escanteio para colocar no cantinho.

Com Ricardo Oliveira, o time da casa teve tudo para ampliar ainda mais o placar, mas o atacante, dentro da pequena área, parou na grande defesa do arqueiro do Fluminense. A resposta dos cariocas foi com Pedro, que tentou aproveitar a saída ruim do gol de Victor, mas não testou com eficiência.

À beira do campo, Kaio Fonseca, que substituiu o suspenso Thiago Larghi, não parava de pedir para sua equipe não perder o ritmo, algo cumprido a regra pelos atletas. Ricardo Oliveira fez o quarto e Roger Guedes completou a goleada, 5 a 2.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X FLUMINENSE

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 10 de junho de 2018 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)

GOLS:
Atlético Mineiro: Leonardo Silva (34 minutos 1T), Roger Guedes (45 minutos 1T e 49 minutos 2T), Tomás Andrade (18 minutos 2T), Ricardo Oliveira (41 minutos 2T)
Fluminense: Gilberto (28 minutos 1T), Pedro (46 minutos 1T)

CARTÕES AMARELOS:
Atlético Mineiro: Gustavo Blanco, Roger Guedes
Fluminense: Matheus Alessandro, Ibañez

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Leonardo Silva (Bremer), Gabriel, Fábio Santos, Adilson, Gustavo Blanco (Elias), Tomás Andrade, Cazares (Luan), Roger Guedes e Ricardo Oliveira.
Técnico: Thiago Larghi.

FLUMINENSE: Julio Cesar, Nathan, Ibañes e Luan Peres; Gilberto (Sornoza), Richard, Jadson, Douglas, Ayrton Lucas (João Carlos); Matheus Alessandro (Pablo Dyego) e Pedro.
Técnico: Abel Braga

 

 

Gazeta Esportiva