Dourados-MS,
 Camara municipal-principal

O Palmeiras se reapresentou na tarde desta quinta-feira na Academia de Futebol para dar início aos trabalhos visando a temporada 2019. As novidades do dia foram a presença dos cinco reforços contratados, além do retorno de outros cinco emprestados. Confira ao final a lista completa do elenco de 39 nomes do Verdão.

Matheus Fernandes (meio-campista ex-Botafogo), Zé Rafael (meio-campista ex-Bahia), Felipe Pires (atacante ex-Hoffenheim-ALE), Carlos Eduardo (atacante ex-Pyramids FC-EGI) e Arthur Cabral (atacante ex-Ceará) conheceram a estrutura do CT palestrino e tiveram o primeiro contato com o elenco.

Já o lateral-direito Fabiano, o zagueiro Juninho, os meio-campistas Allione e Raphael Veiga e o atacante Erik retornaram à Academia de Futebol. Dos cinco, porém, a tendência é que apenas os dois últimos permaneçam no clube, apesar da situação indefinida dos demais.

Os jogadores vieram uma hora antes do horário previsto e foram para a sala da fisiologia para fazer exame de CK (creatina fosfoquinase), teste de saltos verticais e termografia. Em seguida, após uma reunião com a comissão técnica no vestiário, foram à sala de musculação e realizaram liberação miosfascial, mobilidade articular, core e exercícios de força. Para finalizar, o elenco foi a campo e fez corridas intervaladas.

O Palmeiras treina nesta sexta (04) em dois períodos (às 9h e 16h30), dando sequência às avaliações, exames e preparação física. A estreia na temporada será dia 20, contra o Red Bull, fora de casa, pela primeira rodada do Campeonato Paulista.

Confira abaixo o atual elenco de 39 jogadores do Palmeiras (37 se reapresentaram), com ressalva para alguns atletas.

Fernando Prass
Jailson
Weverton

Antônio Carlos
Edu Dracena
Gustavo Gómez
Luan
Nico Freire
Pedrão (de saída por empréstimo)
Juninho (situação indefinida)

Diogo Barbosa
Marcos Rocha
Mayke
Victor Luis
Fabiano (situação indefinida)

Guerra
Bruno Henrique
Felipe Melo
Gustavo Scarpa
Hyoran
Jean
Lucas Lima
Matheus Fernandes
Moisés
Thiago Santos
Vitinho (de saída por empréstimo)
Zé Rafael
Allione (situação indefinida)
Raphael Veiga (deve permanecer após empréstimo)

Arthur Cabral
* Artur (ausência nesta quinta e à caminho do Bahia)
Borja
Carlos Eduardo
Deyverson
Dudu
Felipe Pires
* Willian (ausência por lesão)
Yan (definitivamente promovido do Sub-20)
Erik (deve permanecer após empréstimo)

 

Gazeta Esportiva

No primeiro dia de treinamento do Corinthians em 2019, Romero não deu as caras no CT Joaquim Grava e os reforços já contratados ficaram apenas na academia. No campo, o destaque foi a presença de Gustagol.

Aliás, o centroavante mostrou muita disposição. Em um teste eliminatório de sprints no campo, o ex-jogador do Fortaleza venceu a disputa com seus companheiros de elenco.

Romero, por outro lado, sequer apareceu. Segundo a assessoria do clube, o atacante paraguaio teve um problema de logística e se apresentará normalmente nessa sexta-feira. Romero tem mais seis meses de contrato com o Timão, mas ainda não chegou a um acordo sobre sua renovação.

Richard, Ramiro e Sornoza, reforços recém-contratados, ficaram apenas na academia. Jadson e Gabriel fizeram companhia ao trio e não calçaram chuteiras nesse primeiro dia de trabalho.

Depois de Walmir Cruz forçar a parte física dos atletas, Fábio Carille comandou uma atividade com bola. Os jogadores foram divididos em duas equipes e tiveram de se movimentar em um espaço bastante reduzido.

De um lado ficaram: Fagner, Pedro Henrique, Léo Santos e Moisés; Ralf e Araos; Gustavo Silva, Clayson, Gustagol e Roger. Do outro lado: Michel Macedo, Marllon, Henrique e Avelar; Douglas e Thiaguinho; Pedrinho, Vital e Diaz; Jonathas.

Os goleiros não foram vistos porque fizeram um treino específico pela manhã. A programação dos arqueiros é diferente daquela montada para os jogadores de linha.

O Corinthians volta ao trabalho na manhã dessa sexta-feira, dia em que o clube deve apresentar pelo menos um de seus reforços e ainda aguardará a chegada de Mauro Boselli.

 

Gazeta Esportiva

 

O São Paulo voltou aos trabalhos nesta quinta-feira no CCT da Barra Funda. Retornando de férias, o elenco participou de uma atividade intensa com bola já no primeiro dia de pré-temporada, fato que chamou atenção da imprensa. Sem qualquer treino específico para a parte física dentro de campo, os atletas tricolores ouviram a todo momento orientações do técnico André Jardine, que terá a missão de afinar a equipe o mais rápido possível, uma vez que já no início de fevereiro terá a disputa da Pré-Libertadores.

A atividade desta sexta não contou com nomes importantes do elenco. Hernanes, Diego Souza, Nenê, Everton, Arboleda e Tréllez se apresentarão diretamente nos EUA por motivo de logística. Alguns deles, inclusive, já estavam passando férias por lá. Por isso, Jardine só terá o elenco completo à disposição nesta sexta, dia em que a delegação desembarca em Orlando para a disputa da Copa Flórida.

Depois de terem uma conversa com o diretor de futebol Raí e o presidente Leco, os jogadores do São Paulo fizeram alguns exercícios na academia do CT e em seguida foram divididos em três grupos para uma atividade em campo reduzido. Em cada grupo havia duas equipes e dois “coringas”, que poderiam contribuir para ambos os lados. A ideia era estimular o senso de posicionamento e jogar entrelinhas, tentando manter ao máximo a posse de bola.

Durante todo o treinamento André Jardine foi bastante participativo, exigindo um melhor rendimento de seus atletas em algumas oportunidades. Em outras, o treinador também parava para fazer observações e instruir seus atletas quando percebia que as coisas não estavam caminhando como ele havia proposto.

Uma das novidades da equipe para 2019, Biro Biro fez exames nesta quinta-feira e posteriormente foi a campo com o restante do elenco participar dessa primeira atividade. Em seguida, porém, ele deixou seus companheiros e caminhou para as dependências internas do centro de treinamento, conforme previsto.

Na segunda parte da atividade, o trabalho foi parecido, mas em uma área de atuação maior, entre a linha de meio de campo e a grande área. Os jogadores foram divididos em apenas duas equipes, com quatro “coringas”. A proposta seguiu sendo a mesma, mas bem mais disputada. Divididas e um ritmo bastante intenso marcaram o trabalho derradeiro neste primeiro dia de pré-temporada.

Fora das quatro linhas também houve novidades. Joao Rojas, que se recupera de uma cirurgia para reparar uma ruptura no tendão patelar do joelho direito, fez seu primeiro trabalho na piscina do clube, acompanhado de um dos profissionais do departamento médico. O atacante, que se lesionou no duelo com o Vitória, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, só deve retornar aos gramados após o fim do Paulistão.

Agora, o São Paulo faz a malas pois já na manhã desta sexta-feira embarca para Orlando, nos EUA, onde disputará a Copa Flórida, torneio que serve como parte da pré-temporada do clube. O Tricolor enfrenta o Eintracht Frankfurt, da Alemanha, no próximo dia 10, e o Ajax, da Holanda, no dia 12. No dia 14 a delegação retorna ao Brasil.

 

Gazeta Esportiva

 

Na condição de favorito absoluto, o Real Madrid vai em busca do seu sétimo título mundial de clubes, diante do Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos que causou a maior surpresa do torneio ao eliminar o River Plate, da Argentina, campeão da última Taça Libertadores.

O time espanhol vai para a sua terceira final seguida e promete manter a mesma seriedade apresentada na semifinal, quando derrotou o Kashima Antlers por 3 a 1. O Al Ain é o chamado livre atirador. Nas últimas entrevistas, técnico e jogadores da equipe árabe têm repetido que a equipe já atingiu seu objetivo maior e que não tem nada a perder diante de um time poderoso como o Real.

No time espanhol, o técnico Santiago Solari, que disputa seu primeiro título depois que assumiu o comando, de forma interina, após a demissão de Jules Lopetegui, tem pedido aos seus jogadores para que não olhem a camisa do adversário e o tratem da mesma forma que trataria se o adversário fosse outro clube de maior expressão internacional.

 

A intenção do treinador merengue é repetir a equipe que derrotou o Kashima na última quarta-feira, mantendo Casemiro no banco. Gareth Bale, que se tornou a maior sensação da competição, ao marcar os três gols da vitória sobre o time japonês, está garantido. Ele foi poupado durante o último jogo, saindo no início do segundo tempo porque tem um histórico de lesões e Solari não pretendia correr o risco de perder seu artilheiro para a decisão. O atacante Asêncio ainda é dúvida. Ele sofreu um desconforto muscular logo após entrar em campo e entrou em tratamento intensivo para ter condições de ficar no banco de reservas. O volante Casemiro e o atacante Vinicius Júnior também estão confirmados entre os suplentes.

O Al Ain aumentou a intensidade do treinamento logo após eliminar os Millonarios. O técnico croata Zoran Mamic tem exaltado a determinação dos seus jogadores e que a vitória sobre o time argentino mostrou que as equipes dos Emirados têm condições de proporcionar outra grande surpresa ao mundo do futebol.

Para chegar à decisão contra o Real Madrid, o time árabe eliminou, além do River Plate, o Team Wellington, da Nova Zelândia, na primeira fase, e o Espérance, da Tunísia, nas quartas de final. Um dos motivos da confiança da torcida do Al Ain repousa nos pés do atacante brasileiro Caio Lucas que nunca disputou uma partida oficial em seu país, mas que apareceu para o mundo como um atacante rápido e insinuante. Antes de chegar ao time árabe, Caio Lucas brilhou no Kashima Antlers e sua naturalização chegou a ser cogitada para que ele pudesse defender a seleção japonesa.

Pelo Al Ain, Caio Lucas já marcou 45 gols em 100 jogos e já está sendo cogitado por clubes europeus, mas Caio garante que toda a sua atenção está concentrada na decisão diante do mais vitorioso clube do mundo.

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID-ESP x AL AIN-EAU 

Local: Estádio Xeique Zayed (Abu Dhabi)
Data: 22 de dezembro de 2018, sábado
Horário: 14h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Jair Marrufo (Estados Unidos)
Assistentes: Frank Anderson (Estados Unidos), Corey Rockwell (Estados Unidos)
Árbitro de vídeo: Danny Makkelie (Holanda)

REAL MADRID: Courtois, Carvajal, Sérgio Ramos, Varane e Marcelo; Lhorente, Toni Kroos e Modric; Lucas Vasquez, Benzema e Gareth Bale
Técnico: Santiago Solari

AL AIN: Khalid, Ahmed, Ismail, Fayez e Shiotani; Doumbia (Yahia), Barman (Amer), El Shatat e Caio Lucas; Berg (Bandar Mohammed) e Mohammed (Ryan)
Técnico: Zoran Mamic

Sampaoli chegou ao Santos. Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

O Santos se reapresentou na tarde desta quarta-feira para o início da temporada de 2019. Foi o primeiro contato do novo técnico Jorge Sampaoli com o elenco. Dodô, sem contrato após o fim de empréstimo da Sampdoria-ITA, não apareceu, assim como Gabigol, que já se despediu pelas redes sociais, e Rodrygo, com a seleção brasileira sub-20. Derlis González não veio por causa da insatisfação com o atraso no direito de imagem. 

O argentino foi a única grande novidade do Peixe para o começo do ano e comandou um treino físico. Nenhum reforço foi apresentado até aqui. E sete retornaram de empréstimo – Matheus Ribeiro, o único a obter liberação, seguiu no Figueirense. John foi para a Portuguesa Santista e Léo Cittadini para o Atlético-PR.

Alguns jogadores sofreram com o trânsito e se atrasaram, como Vladimir e Bruno Henrique – o atacante chegou a tempo, perto do fim da atividade. João Paulo teve o voo cancelado e não chegou a tempo. Carlos Sánchez avisou o clube e foi liberado para treinar nesta quinta. Leandro Donizete, com problema médico não divulgado, terá de passar por cirurgia. Lucas Veríssimo (estiramento em ligamento do joelho direito) e Anderson Ceará (cirurgia no joelho direito) ficaram no DM. O lateral-esquerdo Romário foi emprestado para o Red Bull Brasil.

Os zagueiros Fabián Noguera e Cleber Reis, o lateral-esquerdo Orinho, os meias Rafael Longuine e Matheus Oliveira e o centroavante Rodrigão estiveram no CT Rei Pelé. Todos têm futuro incerto. Sabino, Juliano e Diego Cardoso, do extinto time sub-23, e Kaio Jorge, com renovação emperrada, participaram da movimentação.

Noguera, na mira do Estudiantes, e Rodrigão, com propostas da Ponte Preta, Guarani e Coritiba, não devem ficar. Orinho, de volta depois de atuar na Ponte, e Longuine, destaque na Série B pelo Guarani, estão nos planos.

Vanderlei, Victor Ferraz, Diego Pituca, Yuri e Jean Mota treinaram normalmente. O goleiro foi procurado por São Paulo e Flamengo, o lateral-direito também foi alvo do Tricolor, Pituca ainda não acertou a sua renovação contratual, Yuri tem oferta do Fluminense e Jean do Bahia e Fortaleza, e Bruno negocia com Cruzeiro e Flamengo.

A estreia do Santos no Campeonato Paulista será contra a Ferroviária, dia 19, na Vila Belmiro. Antes, o Peixe disputará amistoso com o Corinthians, dia 13, em Itaquera, às 17h (de Brasília).

Veja os 31 jogadores presentes na reapresentação do Santos

Goleiro: Vanderlei
Laterais: Victor Ferraz, Daniel Guedes e Orinho
Zagueiros: Lucas Veríssimo, Sabino, Luiz Felipe, Gustavo Henrique, Kaique Rocha, Cleber Reis e Fabián Noguera
Meio-campistas: Alison, Anderson Ceará, Yuri, Juliano, Jean Mota, Diego Pituca, Guilherme Nunes, Bryan Ruiz, Gabriel Calabres, Rafael Longuine e Matheus Oliveira
Atacantes: Felippe Cardoso, Eduardo Sasha, Arthur Gomes, Yuri Alberto, Diego Cardoso, Copete, Kaio Jorge, Bruno Henrique e Rodrigão

 

Gazeta Esportiva

 

O Real Madrid conquistou o Mundial de Clubes pela terceira vez consecutiva na tarde deste sábado. Em Abu Dhabi, o poderoso time espanhol confirmou seu favoritismo diante do Al Ain e venceu a decisão contra o algoz do argentino River Plate por 4 a 1.

A equipe madrilena conquistou o Mundial organizado pela Fifa nas temporadas de 2014, 2016, 2017 e 2018. Na antiga Copa Intercontinental, o Real levou a melhor nas edições de 1960, 1998 e 2002. Entre os dois torneios, portanto, a equipe merengue contabiliza sete títulos.

O próximo compromisso do Real Madrid está marcado apenas para o dia 3 de janeiro de 2019. Pela 17ª rodada do Campeonato Espanhol, o time merengue entra em campo pela primeira vez desde o título mundial para enfrentar o Villarreal, na condição de visitante. 

O Jogo – O Al Ain desperdiçou uma grande chance de inaugurar o marcador logo no começo. O lateral brasileiro Marcelo vacilou pela esquerda e a bola sobrou para El Shahat, que fez bela jogada individual, passou pelo goleiro Courtois e bateu, mas Sergio Ramos salvou.

Logo depois do susto, aos 13 minutos do primeiro tempo, o Real Madrid respondeu em grande estilo e saiu na frente. Após cruzamento vindo da direita, Benzema dominou e ajeitou para Modric. De fora da área, o meio-campista croata abriu o placar com um chute colocado.

Em vantagem, o time espanhol dominou as ações e deu trabalho ao goleiro adversário. Ainda no primeiro tempo, Khalid fez intervenções importantes em cabeçada de Bale e em novo chute desferido por Modric. Assim, o Real Madrid foi para o intervalo com a diferença mínima.

O time espanhol envolveu o Al Ain na etapa complementar e conseguiu ampliar a vantagem aos 14 minutos. Após cobrança de escanteio de Kroos pela direita, a zaga procurou afastar. De frente para o gol, Llorente completou a sobra de bate-pronto e o goleiro Khalid, imóvel, nada pôde fazer.

O Real Madrid praticamente assegurou o título mundial aos 32 minutos da etapa complementar. Após cobrança de escanteio pela direita, Sérgio Ramos subiu sem ser incomodado e cabeceou o firme. O goleiro Khalid chegou a tocar na bola, mas não conseguiu defender.

Aos 40 minutos do segundo tempo, o brasileiro Caio cobrou falta pela direita e o japonês Shiotani completou de cabeça para marcar o gol de honra do Al Ain. Nos acréscimos, o brasileiro Vinícius Júnior, colocado no lugar de Lucas Vazquez, invadiu a área pela esquerda e cruzou. Na tentativa de cortar, Yahia marcou contra.

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID 4 x 1 AL AIN

Local: Estádio Xeique Zayed (Abu Dhabi)
Data: 22 de dezembro de 2018, sábado
Horário: 14h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Jair Marrufo (Estados Unidos)
Assistentes: Frank Anderson (Estados Unidos), Corey Rockwell (Estados Unidos)
Árbitro de vídeo: Danny Makkelie (Holanda)
Cartões amarelos: Sérgio Ramos (RMA)
Gol:
AL AIN: Shiotani, aos 40 minutos do 2º Tempo
REAL MADRID: Modric, aos 13 minutos do 1º Tempo, Llorente, aos 14 minutos do 2º Tempo, Sérgio Ramos, aos 32 minutos do 2º Tempo, e Yahia (contra), aos 45 minutos do 2º Tempo

REAL MADRID: Courtois; Carvajal, Sérgio Ramos, Varane e Marcelo; Llorente (Casemiro), Toni Kroos (Ceballos) e Modric; Lucas Vasquez (Vinícius Júnior), Benzema e Gareth Bale
Técnico: Santiago Solari

AL AIN: Khalid; Ahmed (Al Ahbabi), Ismail, Fayez e Shiotani; Doumbia, Abdulrahman (Amer), El Shatat e Yaslem; Caio Lucas e Berg (Yahia)
Técnico: Zoran Mamic

Com o hat-trick, Bale se aproxima de Cristiano Ronaldo na artilharia do torneio. O português é o maior goleador com sete gols, apenas um a mais que o galês. César Delgado, Lionel Messi e Luis Suárez vem na sequência, com cinco tentos cada. Além disso, os únicos a marcarem três gols no Mundial foram Pelé (1962), Suárez (2015) e CR7 (2016).

Destaque também para Marcelo, que foi decisivo para o show de Bale, assistindo o galês em dois dos três gols marcados. Quanto aos outros brasileiros, Casemiro entrou aos 30 minutos do segundo tempo, voltando ao time após mais de um mês no departamento médico, enquanto Vinícius Júnior acabou ficando no banco de reservas durante os 90 minutos. 

Com o resultado, o Real avança à final pelo terceiro ano consecutivo e agora irá tentar o tetracampeonato mundial diante do Al Ain, que eliminou o River Plate. A decisão está marcada para este sábado, às 14h30 (de Brasília), no Estádio Sheique Zayed, e se levantar a taça, o time espanhol se tornará o maior vencedor da história da competição, deixando para trás o grande rival Barcelona, com três títulos. Horas antes, às 11h30 (de Brasília), acontece a disputa de terceiro lugar entre River e Kashima.

O jogo
Pressão inicial dos japoneses

Ao contrário do que podia se imaginar, quem começou melhor foi o Kashima. O time japonês não quis saber de favoritismo dos adversários e foi para cima, pressionando os merengues e levando bastante perigo nos primeiro minutos.

Logo com um minuto de bola rolando, Nagaki acionou Serginho, que chutou cruzado, forte com a perna esquerda, e Courtois desviou para fora. No minuto seguinte, sem dar respiro para o Real, o Kashima cobrou escanteio fechado e a bola passou por todos, mas por pouco, Shoji não alcançou a bola.

A equipe japonesa se mantinha firme no campo de ataque, encurralando os espanhóis. Aos poucos, porém, o Real foi se encontrando em campo. Tocando bastante a bola, consegui esfriar a pressão do Kashima e começou a ter mais o controle do jogo, apesar de não assustar muito os asiáticos.

Real equilibra jogo, mas o gol não sai

A partir daí, o Real ficava mais com a bola nos pés, mas a partida esfriou. Muitas trocas de passes de ambos os lados, mas pouca infiltração na área e lances criativos e de perigo. Os dois times usavam e abusavam dos lançamentos longos, que dificilmente surtiam efeito.

O jogo era lá e cá, mas assim como nos primeiros minutos, era o Kashima quem conseguia levar mais perigo, obrigando Courtois a trabalhar. Do outro lado, o Real insistia nas jogadas pelas laterais, mas pecava na finalização e desperdiçava boas chances. Não à toa, levou 26 minutos para chutar ao gol pela primeira vez.

Depois disso, porém, os merengues pareciam ter acordado e passaram a se concentrar mais no campo de ataque, chegando com perigo em mais três oportunidades. Destaque para a atuação de Karim Benzema, que chamava o jogo para si e tentava clarear o ataque blanco.

Bale enfim abre o placar

As jogadas pela esquerda enfim surtiu efeito. Depois de o Kashima desperdiçar uma boa oportunidade em cobrança de falta do brasileiro Léo Silva, o Real não perdoou e conseguiu inaugurar o marcador ainda no primeiro tempo. Aos 44 minutos, depois de linda tabela entre Bale e Marcelo, o galês chutou cruzado no canto esquerdo do goleiro, para balançar as redes pela terceira vez em jogos de semifinal do Mundial (2014, 2017 e agora 2018) .

Real volta melhor e Bale desequilibra

Diferente do primeiro tempo, o Real voltou ligado para a segunda etapa, querendo ampliar a vantagem e encaminhar a vaga para a grande decisão. E foi exatamente o que aconteceu em dois minutos avassaladores da equipe espanhola e de Gareth Bale.

Aos oito minutos, depois de uma vacilada da defesa do Kashima, que deu dois toques errados para trás, o galês disparou em velocidade e conseguiu tocar para o fundo das redes e marcar o segundo dos merengues.

Dois minutos depois, Modric furou e a bola sobrou para Marcelo, que abriu para o Bale chutar forte quase no ângulo do goleirão e anotar o seu terceiro tento do dia. Na sequência, o galês foi substituído e ovacionado pela torcida.

Com o 3 a 0, o Real se soltou de vez em campo. Jogava leve, tranquilo, mas ainda sim queria o quarto gol. E teve chances para tanto, as quais não foram bem aproveitadas.

VAR entra em ação e confirma gol do Kashima

Aos 32 minutos, Endo recebeu nas costas de Marcelo, tocou para trás e Doi apareceu para chutar cruzado. A tecnologia, porém, precisou entrar em ação para confirmar que o brasileiro dava condições e que a posição de Endo era regular, confirmando o tento de honra do Kashima.

FICHA TÉCNICA
KASHIMA ANTLERS-JAP 1 X 3 REAL MADRID

Local: Estádio Sheique Zayed, em Al Ain (Emirados Árabes Unidos)
Data: 19 de dezembro de 2018, quarta-feira
Horário: 14h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo (Brasil) e Bruno Boschilia (Brasil)
Cartões amarelos: Carvajal (Real Madrid), Yamamoto (Kashima Antlers)
GOLS: REAL MADRID: Gareth Bale, aos 44 minutos do primeiro tempo, aos oito e aos dez do segundo tempo; KASHIMA ANTLERS: Doi, aos 32 minutos do segundo tempo

KASHIMA ANTLERS: Sun-Tae Kwoun; Nishi (Anzai), Gen Shoji, Seung-Hyun Jung e Shuto Yanamoto; Léo Silva, Ryota Nagaki (Nagaki), Abe, Yasushi Endo (Leandro); Serginho e Shoma Doi
Técnico: Go Oiwa

REAL MADRID: Courtois; Carvajal, Varane, Sérgio Ramos e Marcelo; Llorente, Isco e Modric; Lucas Vázquez (Isco), Benzema e Bale (Asensio) (Casemiro)
Técnico: Santiago Solari

Mais Artigos...