Dourados-MS,
PRINCIPAL OK

JUBs Brasília: MS conquista ouro no atletismo paradesportivo e duas pratas no judô

Esporte
Fonte
  • Extra-Pequena Pequena Media Grande Extra-Grande
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

Após três anos, o paradesporto retornou ao programa dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) na edição de Brasília 2021. Mato Grosso do Sul esteve no pódio no primeiro dia de disputas do atletismo paradesportivo. Dalton Hian Caetano de Andrade conquistou a medalha de ouro nos 100 metros rasos, na classe T11 (atletas cegos), ao lado do atleta-guia Hugo Pedro Amarilha Gimenez, nesta quinta-feira (14). Na competição, delegação sul-mato-grossense é apoiada pelo Governo do Estado, via Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

Acadêmico de Educação Física na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Dalton fechou a prova com o tempo de 12s70. O paratleta tem como técnico Daniel Sena, uma das referências do atletismo convencional e paralímpico em Mato Grosso do Sul e no país. E não para por aí. O campo-grandense volta à pista no sábado (16), às 9h55 (horário de MS) para competir os 200 metros rasos.

Este é o terceiro ouro do sul-mato-grossense em menos de dois meses. Nos dias 17 e 18 de setembro, Dalton também subiu duas vezes ao lugar mais alto e almejado do pódio nas Paralimpíadas Universitárias 2021. O velocista faturou o ouro nas prova de 100 e 200 metros rasos. O evento foi realizado no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo (SP).

Segundo a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), organizadora dos JUBs, em 2018 o paradesporto teve competições suspensas nos eventos da entidade por mudança no repasse de verba. Os JUBs Brasília 2021 reúnem, ao totó, 41 atletas: 22 no paratletismo, três no badminton paradesportivo, 11 na paranatação e cinco no tênis de mesa. A Confederação pretende ampliar o número de modalidades e paratletas nas próximas edições.

Os atletas de Mato Grosso do Sul participam dos JUBs Brasília 2021 com apoio do Governo do Estado, por intermédio da Fundesporte. A delegação foi formada e é coordenada na competição pela Federação Universitária de Esportes de Mato Grosso do Sul (FUEMS).

Judô conquisa duas pratas

Mato Grosso do Sul segue faturando medalhas nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Brasília 2021. Nesta quinta-feira (14), terceiro dia de disputas da maior competição universitária da América Latina, o judô sul-mato-grossense voltou ao pódio e conquistou mais duas pratas. A seleção estadual tem o apoio do Governo do Estado, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

O dia foi dedicado às lutas dos pesos mais leves. Isac Garcia Bignardi, da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), estreou vencendo o favorito da categoria leve (até 73 kg), o mineiro Fernando Ramos, em um dos embates mais acirrados do evento. Na sequência, superou adversários do Sergipe e Amazonas. No confronto valendo o ouro, o sul-mato-grossense encarou mais de dois minutos de luta contra o representante da Bahia e acabou derrotado.

“O nível da competição estava bem alto. Acho que lutei muito bem, estou em uma transição de peso. Chegar em um peso novo e medalhar é bastante difícil. Quero agradecer meu técnico Diogo Rocha, que acreditou em todos nós do judô”, avaliou Isac.

Também da Católica, Luan Nantes Sartori foi ao tatame pela categoria ligeiro (até 60 kg) e buscou a condecoração de prata. Para chegar à final, o judoca de Campo Grande precisou passar por adversários do Maranhão e Rio de Janeiro. Já na decisão, Luan igualou forças contra oponente de Mato Grosso, mas acabou superado no golden score (tempo extra no qual vence quem pontuar primeiro).

Luan chegou à sua segunda participação nos JUBs. “Estou muito feliz por ter chegado à final na minha segunda participação, ainda mais em um nível competitivo tão forte. Como todo atleta de alto rendimento, queria muito ter ganhado a final, mas Deus sabe o que faz e tudo tem seu momento”, destacou o atleta. O foco agora é o Brasileiro Sênior, segundo ele. “Treinar ainda mais. A preparação para os JUBs acabou, mas se inicia outra para o Sênior”.

O campo-grandense Yuri Araujo Lourenço, da UCDB, também entrou em ação nesta quinta-feira (14), pela categoria meio-leve (até 66 kg). O judoca, no entanto, foi eliminado nas oitavas de final e não teve chances de brigar por medalha. Após a disputa, Yuri revelou estar se despedindo do judô, para seguir a carreira de profissional de Educação Física.

“Sou muito grato ao judô por cada oportunidade, mas chega um momento em que você precisa fazer escolhas. Minha escolha no momento é seguir e dar ênfase na minha carreira profissional, na qual conquistei com muito orgulho através do esporte”, confessou o judoca de 25 anos. “Reconheço que já foi o meu tempo e quem está dando show é a garotada do estado que lutou muito nos JUBs. Hoje, me despeço das competições com felicidade e orgulho da trajetória que trilhei nesses 15 anos de judô”, finalizou.

O judô de Mato Grosso do Sul, comandado pelo técnico Diogo Rocha, finalizou os JUBs Brasília 2021 com quatro medalhas na bagagem. Além das duas pratas citadas, as mulheres foram destaque no primeiro dia de combates da arte marcial japonesa. Maria Fernanda Pio Sabbo garantiu mais uma medalha prateada na quarta-feira (13), disputando a categoria meio-médio (até 63 kg), e Karla Rocha de Oliveira foi bronze na pesado (acima de 78 kg).