The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

Corinthians finda série do Palmeiras em casa e pode ampliar vantagem

Corinthians finda série do Palmeiras em casa e pode ampliar vantagem

A série de 31 partidas sem derrotas do Palmeiras na condição de mandante terminou na noite desta quarta-feira. Com um gol em cada tempo, o líder Corinthians ganhou por 2 a 0 no Estádio Palestra Itália e pode terminar a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro 11 pontos à frente do segundo colocado.

Invicto há 27 partidas (17 vitórias e 10 empates), o Corinthians chega aos 35 pontos e espera pelo confronto entre os perseguidores Flamengo e Grêmio, que duelam às 19h30 (de Brasília) desta quinta-feira, no Rio de Janeiro. Já o Palmeiras, derrotado como mandante após 31 jogos (23 vitórias e oito empates), segue com 19 pontos e cai para o sexto lugar.

O Corinthians saiu na frente com um gol de pênalti anotado pelo meia Jadson e aumentou em chute certeiro do lateral esquerdo Guilherme Arana. O Palmeiras, inspirado na final do Campeonato Paulista 1993, entrou de meias e calções brancos, mas foi incapaz de criar chances de gol.

Pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 19 horas deste sábado, o Corinthians defende a liderança do torneio diante do Atlético-PR, no estádio de Itaquera. O Palmeiras, às 11 horas de domingo, tenta a reabilitação diante do Vitória, no Palestra Itália.

O Jogo – O Corinthians soube como conter o ímpeto do Palmeiras nos primeiros minutos e não correu grandes riscos no campo de defesa até conseguir um pênalti. Em uma jogada pela esquerda, o ex-corintiano Bruno Henrique chegou atrasado e cometeu falta em Guilherme Arana dentro da área. Jadson bateu no canto direito de Prass e marcou.

Pouco depois do gol, Thiago Santos e Rodriguinho discutiram no meio de campo e tomaram cartões amarelos. O árbitro Leandro Vuaden, famoso por deixar o jogo correr, viu mais alguns entreveros na etapa inicial. Em uma jogada de contra-ataque, Dudu pediu pênalti após Balbuena tocar com o braço na bola, sem sucesso.

O Palmeiras manteve a posse de bola durante a maior parte do primeiro tempo, mas encontrou um adversário organizado na defesa e armado para contra-atacar. Na melhor chance do time da casa, Dracena cabeceou após escanteio cobrado por Dudu pela direita e Thiago Santos dividiu com o goleiro Cássio.

Após um primeiro tempo ruim, com passes errados e um pênalti cometido, Bruno Henrique saiu para a entrada de Borja no intervalo. Cuca posicionou Tchê Tchê pelo meio e passou a usar Roger Guedes na ala direita. Em um voleio de Willian dentro da área, o alterado time alviverde chegou a levar algum perigo.

Em vantagem no marcador, o Corinthians jogou de forma inteligente, sem se expor, e marcou o segundo aos 19 minutos da etapa complementar. Depois de uma bola perdida por Roger Guedes, Arana tabelou com Romero pela esquerda, recebeu lançamento preciso do paraguaio e finalizou cruzado para vencer Fernando Prass.

O goleiro Cássio fez cera desde o começo e, aos 37 minutos do segundo tempo, enfim tomou cartão amarelo. Em mais uma atuação apagada, Borja se limitou a tentar cavar pênaltis e arranjar confusão. Em busca de pelo menos diminuir, o Palmeiras se lançou ao ataque de forma desorganizada e não conseguiu nem sequer criar boas oportunidades. Ao final, acabou vaiado.

FICHA TÉCNICA 
PALMEIRAS 0 x 2 CORINTHIANS

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 12 de julho de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS-CBF)
Assistentes: Jose Eduardo Calza e Mauricio Coelho Silva Penna (RS-CBF)
Público: 39.091 torcedores
Renda: R$ 2.744.600,04
Cartões amarelos: Thiago Santos, Dudu, Borja (Palmeiras); Rodriguinho, Jadson, Cássio, Guilherme Arana (Corinthians)
Gols:
CORINTHIANS: Jadson, aos 22 minutos do primeiro tempo, Guilherme Arana, aos 19 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Tchê Tchê, Yerry Mina, Edu Dracena e Egídio (Zé Roberto); Thiago Santos (Keno), Bruno Henrique (Borja) e Guerra; Dudu, Róger Guedes e Willian
Técnico: Cuca

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo (Pedro Henrique) e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson (Marquinhos Gabriel), Rodriguinho (Camacho) e Romero; Jô
Técnico: Fábio Carille

 

 

 

 

 

 

 

fonte gazeta esportiva