The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

Concurso do Tribunal de Justiça de MS tem concorrência média de 40,73 candidatos por vaga

Concurso do Tribunal de Justiça de MS tem concorrência média de 40,73 candidatos por vaga

Com 22.814 inscrições para 560 vagas, o concurso para cadastro de reserva do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul tem uma concorrência média de 40,73 candidatos por vaga. Os dados foram divulgados pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Pucpr), que é a organizadora do certame.

As inscrições foram abertas no dia 7 de agosto e encerradas em 18 de setembro. Foram oferecidas cadastro para vagas em 20 cargos, com salários de R$ 4.913,79 a R$ 5.636,96. O cargo com maior número de inscritos foi para o analista judiciário – área fim, que demanda curso de Direito, com 10.679 candidatos, disputando 250 vagas, o que representa uma concorrência de 42,71 inscritos por vaga.

Entretanto, a maior concorrência foi registrada para o cargo de técnico de nível superior – engenheiro civil, com 703 inscritos e que oferece 10 vagas no cadastro, o que aponta para uma disputa de 70,3 candidatos por vaga. Clique aqui e veja o número total de inscritos por vaga!

Provas

Para o cargo de analista judiciário – área fim, a prova será realizada no dia 29 de outubro, das 14h30 às 18h30. As portas de acesso aos prédios onde serão realizadas as provas serão abertas às 13h30 e fechadas às 14h10.

Para os demais cargos, a prova também será realizada no dia 29 de outubro, das 8 às 11 horas. As portas de acesso aos prédios onde serão realizadas as provas serão abertas às 7h e fechadas às 7h40.

Os locais serão informados via edital específico no início da próxima semana.

Cadastro de reserva

O certame tem o objetivo de formar cadastro de reserva para futuro e eventual ingresso no Judiciário de Mato Groso do Sul, no prazo de validade do concurso, que é de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, e à medida do interesse e conveniência do poder judiciário do estado.

A prova objetiva será de caráter eliminatório e classificatório. Serão considerados aprovados na prova objetiva os candidatos que obtiverem o mínimo de 50% de aproveitamento do total de pontos nas questões de conhecimentos específicos e, no mínimo, 50% de aproveitamento no total de pontos da prova objetiva, além de outros casos previstos no edital.

O resultado final do concurso será homologado pelo Tribunal de Justiça e publicado no Diário da Justiça.

Por G1 MS