Dourados,MS
The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

Semsur e viveiro recuperam jardins nos canteiros de Dourados

Semsur e viveiro recuperam jardins nos canteiros de Dourados
30/11/2017 -

Os canteiros das rotatórias das principais avenidas de Dourados tem sido alvo de um grande trabalho de revitalização feito por equipes da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) através do viveiro municipal. Milhares de mudas e o que existe de sementes tem sido utilizado e, em breve, Dourados voltará, após um longo período, a ter canteiros floridos e bem cuidados.

“Herdamos um viveiro um pouco esquecido, mas recuperamos e a produção vai colocar mais 5 mil mudas de flores nas ruas”, disse a florista Priscila Azambuja. Além do plantio, um dos serviços que são empregados é a adubação e compostagem nos canteiros, uma vez que o solo nestes locais precisa de correção para receber o plantio de novas espécies.

Priscila destacou que as mudas são produção própria e o processo para adquiri-las e cultiva-las, até que possam florir nos canteiros é lento. “Pode ser que os canteiros demorem até 60 dias para florir, de acordo com o ciclo de cada planta”, disse. Entre as espécies foram plantadas hibisco, lírio dos ventos, camarão, girassol, inia branca, salvia vermelha, margarida, entre outros.

Priscila destaca que algumas espécies são provenientes de sementes e outras são mudas. As provenientes de sementes duram de 3 a 4 meses com flores, e precisam ser substituídas quando o ciclo se encerra. As com estacas, são plantas com ciclo anual e sem necessidade de troca. “Fazemos a mescla com plantas mais duradoras e com as de semente, assim, pretendemos manter os canteiros com flores o ano todo”, disse.

O trabalho é feito através da Semsur, por determinação do secretário Joaquim Soares, sob orientações técnicas do engenheiro ambiental José Carlos Cimati, e produção no Viveiro de Cícero Fernandes e Jocelino Oliveira.

No viveiro, totalmente reestruturado, uma grande área serve para atender a produção de mudas de árvores do Imam, as flores que a Semsur utiliza e ainda as mudas de hortaliças dos projetos da Semaf. “Esta é uma das determinações da prefeita Délia. Cuidar do que temos. Não esquecer do que foi construído com o esforço das pessoas. No caso do viveiro é isso que estamos fazendo. Há muito tempo também que os canteiros onde podem ser plantadas flores estão sem flores. Retomamos isto e vamos continuar”, finalizou a florista.