All for Joomla The Word of Web Design
Dourados-MS,
Agosto_lilás

Grid List

Na quarta-feira (21) ocorreu a Solenidade de formatura do Curso de Formação de Cabos Bombeiros Militares (2019) no auditório da Unigran, em Campo Grande.

O Curso de Formação de Cabos/2019 contou com a participação de 47 alunos oriundos de diversas Unidades Bombeiros Militares do Estado de MS e foi realizado na Academia de Bombeiros Militar (ABM) na capital do Estado,tendo início no dia 13 de maio/19,totalizando carga horária de 225 horas/aula.

Durante a formação foram atualizados os conhecimentos dos militares nas áreas de Salvamento Aquático, Salvamento em Altura, Atendimento Pré-Hospitalar, Salvamento Veicular, Busca e Resgate em Matas e cerrados, Combate a Incêndio, Operações com Produtos Perigosos e Prevenção contra Incêndio e Pânico.

O destaque foi AL CB BM Lucas Henrique Gaiofato Pires, lotado no 2º Grupamento de Bombeiros Militar, Dourados – MS, classificado em1º lugar entre os participantes, com média de 9,56.

Além do AL CB Gaiofato, outros 05 militares do 2º GBM participaram do curso, sendo eles: CB BM Maciel, AL CB Pacito, AL CB Junior Silva, AL CB Lucas Farias, Al CB Garros.

A formatura contou com presença do CEL QOBM Luiz Antônio de Mello, Subcomandante Geral do CBMMS, no ato respondendo pelo comando geral do CBMMS, e diversas autoridades civis e militares.

Maria Aparecida da Silva, de 50 anos, morreu na noite de ontem (22), após ser atropelada no prolongamento da avenida 9 de julho em Fátima do Sul, em frente ao antigo Pesqueiro, saída para Vicentina.

As causas do acidente ainda não foram divulgadas. Segundo informações o motorista conduzia um veículo fiorino.

Fonte:Douradosagora

(Foto: Adilson Domingues)

Teve início ontem (22/8) em Ponta Porã e mais seis municípios do Estado a Operação Fronteira Segura II. O objetivo é intensificar o enfrentamento aos crimes de tráfico de drogas, de armas, recuperação veículos furtados/roubados e contrabando.

Planejada com base nos dados estatísticos monitorados diuturnamente pela Sejusp e em levantamentos realizados pelas equipes de inteligência, a operação concentra ações nas áreas urbanas e rurais dos municípios, com fiscalização de trânsito e aduaneiras, blitz, barreiras, fiscalização a comércios, além de cumprimento de mandados de busca e apreensão e de prisão.

A operação, até o momento, já resultou na apreensão de quase sete toneladas de drogas pelas policiais estaduais. 

Só em um flagrante, conforme mostrado aqui pelo Dourados News, o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) apreendeu cinco toneladas de maconha escondidas em meio a cargas de arroz. 

Para o secretário de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, não adianta apenas combater o problema da droga nos morros do Rio de Janeiro e nos grandes centros, se não blindar as fronteiras. “O que estamos fazendo é fechando as nossas fronteiras, uma vez que a principal porta de entrada das drogas e armas no Brasil é pela fronteira com a Bolívia e o Paraguai”, frisou.

Com foco no enfrentamento aos crimes transfronteiriços, a operação conta com a participação de integrantes do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira, do Exército Brasileiro, Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional de Segurança, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Rodoviária, Departamento de Operações de Fronteira e integrantes das Secretarias Municipais de Segurança Pública.

Pela terceira vez consecutiva, estão esgotados os ingressos para o jogo do Santos na Vila Belmiro. A diretoria do Peixe divulgou que não há mais entradas à venda para a partida de domingo, às 16 horas (de Brasília), contra o Fortaleza, pela 16ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, .

No duelo com o Avaí, 12.787 torcedores acompanharam a grande atuação de Soteldo e a vitória santista por 3 a 1. Uma semana depois, 13.462 pessoas acabaram com os tíquetes e viram a goleada de 6 a 1 sobre o Goiás.

Agora, segundo a nota divulgada pelo próprio clube, foram comercializados 11.007 ingressos, sendo 6.219 somente para sócios, um recorde na temporada.

Ao ser consultado pela Gazeta Esportiva, o setor responsável pela arrecadação da Vila Belmiro não tem registro de quando foi a última vez em que três partidas consecutivas na Vila tiveram ingressos esgotados com antecedência.

Uma presença nada comum apareceu nos vestiários do Fluminense após o empate em 0 a 0 com o Corinthians, em Itaquera. O meia Paulo Henrique Ganso se reuniu com um oficial de justiça, que intimou o jogador tricolor. A informação foi publicada inicialmente pela "Rádio Transamérica" e confirmada pelo LANCE!.

Ganso não quis revelar qual foi o assunto tratado após o confronto pela partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana. "É um assunto pessoal. E não vai atrapalhar em nada não", disse Ganso em zona mista.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, às 21h30, no Maracanã. Somente uma vitória garante os cariocas na próxima fase. Antes disso, o Fluminense não joga no fim de semana porque o jogo contra o Palmeiras foi adiado para o dia 10 de setembro.

Corinthians e Fluminense não empolgaram e no embate na noite desta quinta-feira (22) na Arena do Timão, em São Paulo, terminaram empatados em 0 a 0.

O Corinthians bem que tentou pressionar o rival, tanto que em boa parte do jogo se manteve no campo de ataque. Tentou 13 chutes, 43 cruzamentos e teve nove escanteios, conforme o Globo Esporte.

Contudo, o desempenho não foi o suficiente para tirar o placar de um empate sem gols. Mesmo com o resultado não muito surpreendente, no próximo jogo do campeonato o Corinthians pode até empartar com gol que já se classifica.

Já o Fluminense joga pela vitória simples para avançar às semifinais da Copa Sul-Americana. A disputa vai para os pênaltis se houver outro 0 a 0 na partida da próxima quinta-feira (29), no Maracanã.

Dourados irá receber neste sábado, dia 24 de agosto, show com o cantor católico Tony Allyson. 

O show faz parte do 1º Aparecida Show, evento promovido pelo Santuário Diocesano Nossa Senhora Aparecida, na Vila São Pedro. 

O evento acontece a partir das 19h no Santuário, mas os portões serão abertos às 16h com show de Alci Filho (Novos Passos).

Os ingressos estão à venda nas secretarias da Catedral, no Santuário Padre Pio e Santuário da Vila São Pedro.

Será realizado nesta sexta-feira, 23 de agosto, o 20º jantar dançante promovido pelas voluntárias que integram  a Associação Anjos do Senhor. O trabalho é direcionado aos pacientes internados nos hospitais públicos e as ações estão focadas principalmente no Hospital da Vida. 
 
Para atender a demanda e amparar quem precisa, a associação que existe há 20 anos, realiza o jantar anualmente , sendo este  o único evento para angariar recursos destinados aos trabalhos.
 
O grupo se divide em várias frentes: equipe de  visitas aos pacientes internados, equipe  que produz em média 800 e mil fraldas por mês, sendo estas distribuídas gratuitamente no Hospital da Vida e em alguns casos,  no Hospital Universitário. Há também a equipe responsável pela produção dos  kits de higiene pessoal, com xampu, condicionador, sabonete líquido, pasta e escova dental. A outra, é responsável pela  distribuição de cerca de 50 cestas básicas mensais, aos pacientes cadastrados que fazem hemodiálise.
 
“É um trabalho de formiguinha, mas com comprometimento  e carinho. Trabalhamos com voluntariado, com a doação do tempo que cada uma dedica semanalmente. Com o voluntariado ganha a comunidade, ganha a pessoa assistida e  mais ainda, ganha a  voluntária, pois é muito gratificante  e  promove a sensação de bem estar,  nos tornando úteis ao nosso próximo. Estamos precisando de novas voluntárias, venha fazer parte da Associação Anjos do Senhor”.  Assim a presidente da entidade, Lorita Maria Zandavalli Donida define a Associação.
 
Lorita assumiu o cargo no ano passado e prossegue até 2020.
 
“Nó também buscamos a melhoraria do ambiente onde está o paciente. Nesse sentido instalamos ar condicionado e TVs em todos os quartos do Hospital da Vida, além da doação de  cadeiras de fio, para acomodar com um pouco mais de conforto, os acompanhantes dos doentes”, destaca a idealizadora e uma das fundadoras da Associação, Gedália de Ávila, que trouxe a idéia do Hospital do Câncer de Barretos, hoje carinhosamente chamado de  Hospital do Amor. A Associação  também destacou e agradeceu o apoio incondicional de empresários, de  voluntários, dos veículos de comunicação  e também da comunidade, pois  sem esse auxílio seria impossível promover o evento que reúne centenas de pessoas, e que já  é uma tradição no calendário de eventos de Dourados
 
Serviço
 
O 20º Jantar Dançante acontecerá hoje (23), a partir das 21h no Cerrado Brasil, com a parceria do Buffet Laudir e DJ Adriano. Os convites podem ser adquiridos com as  integrantes da Associação ou pelo telefone  (67) 3421-3621, com Vera.

Com a falta de chuva em Mato Grosso do Sul e a baixa umidade relativa do ar, moradores de pelo menos 58 cidades do Estado devem ter atenção redobrada com a saúde. Especialistas alertam para os prejuízos que o tempo seco traz para as vias aéreas e dão dicas de como prevenir doenças respiratórias.

O mês de agosto normalmente é marcado pelo período de estiagem, que este ano ajudou a desencadear um alto número de queimadas. Segundo o médico otorrinolaringologista da Unimed Campo Grande Dr. Bruno Nakao, a ausência de chuva reflete na saúde.

“A estiagem traz grandes prejuízos para as vias aéreas superiores, como risco de rinossinusites, piora de rinite alérgica, faringites e laringites e também sangramento nasal – todas ocasionadas por ressecamento de mucosas oronasal e faringolaringea. Há ainda possibilidade de ressecamento de mucosa ocular e possibilidade para exacerbação de asma”.

A mudança de alguns hábitos pode garantir uma melhor qualidade de vida e ainda prevenir doenças mais graves. O especialista dá 5 dicas que podem suavizar as consequências do clima seco no organismo.

1- Hidratação, cada pessoa deve tomar entre 2 e 3 litros de água por dia;

2 – Evitar a exposição à fuligem, cujas partículas em suspensão aumentam principalmente entre 10h e 16h e a umidade relativa do ar cai substancialmente;

3 – Usar umidificadores, panos úmidos ou baldes com água na casa e ao dormir;

4 – Evitar a utilização de ar condicionado, pois piora o ressecamento das mucosas;

5 – Utilizar soro fisiológico nasal três vezes ao dia para maximizar a hidratação e limpeza nasal.

Alerta

Conforme o alerta do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), 58 cidades do Estado estão em alerta de perigo potencial para a saúde dos moradores. São elas:

Água Clara, Anastácio, Anaurilândia, Angélica, Antônio João, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Bandeirantes, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Brasilândia, Camapuã, Campo Grande, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corguinho, Corumbá, Costa Rica, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Dourados, Figueirão, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Guia Lopes da Laguna, Inocência, Itaporã, Ivinhema, Jaraguari, Jardim, Ladário, Maracaju, Miranda, Noaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Paraíso das Águas, Ponta Porã, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sidrolândia, São Gabriel do Oeste, Taquarussu, Terenos, Três Lagoas e Vicentina.

Falta de sangue

O tempo seco e o clima, que varia entre o calor e o frio, no estado tem derrubado os estoques de sangue. Segundo o Hemosul (Hemocentro Coordenador de Mato Grosso do Sul), o tempo seco atrapalha porque doenças respiratórias como rinite, sinusite e alergias impedem a doação. Já o frio afasta os doadores.

Por conta destes fatores, os estoques de sangue do Hemosul em Campo Grande estão reduzidos. Há tipagens abaixo de 20% e a maior necessidade no momento é dos sangues tipo O-(O negativo), O+ (O positivo), B- (B negativo) e B+ (B positivo). A unidade de saúde pede doações não só dos grupos sanguíneos que estão em baixa, mas de todos os tipos, já que as plaquetas servem para ajudar qualquer pessoa.

Com o avanço das tratativas para concretizar a Rota Bioceânica de carga ligando o Brasil – via Porto Murtinho – ao Chile, passando pelo Chaco paraguaio e o Norte da Argentina, representantes dos quatro países decidiram iniciar estudos para se implantar uma rota turística acompanhando o mesmo traçado. 

A decisão saiu durante a VIII Reunião do Grupo de Trabalho do Corredor Rodoviário Bioceânico, que contou com a participação de delegações do Brasil, Chile, Paraguai e Argentina no Hotel DeVille, em Campo Grande, nos dias 21 e 22 de agosto.

O Turismo entrou na pauta de discussões do GT nesta reunião e as articulações já avançaram bastante. Ficou decidido que será feito um mapeamento dos atrativos turísticos existentes ao longo do Corredor, nos quatro países. Também será criada uma marca da Rota Bioceânica a ser utilizada na promoção turística de seus atrativos pelos quatro países. O detalhamento desse tema acontecerá na 9ª Reunião do GT, a ser realizada em Antofagasta (Chile), ainda neste ano.

Detalhes como a documentação dos veículos e motoristas, vacinas obrigatórias, a ausência de postos de combustíveis em alguns trechos, e a necessidade de melhorar a infraestrutura para acolher os turistas foram levantados na reunião e devem integrar um estudo mais aprofundado a respeito. 

Após a cassação da prefeita de Miranda, Marlene Bossay (MDB), e do vice, Adailton Rojo Alves, o Município terá nova eleição no dia 6 de outubro deste ano, para escolher os novos administradores. Data foi definida hoje (22) pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS).

Resolução expedida pelo desembargador Divoncir Schreiner Maran, presidente em exercício do TRE, aprova instruções para a eleição suplementar, o calendário eleitoria e prevê que, já a partir de segunda-feira (26), será permitida a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e escolher candidatos aos cargos em disputa.

Marlene de Matos Bossay, Adailton Rojo Alves  e o vereador Ivan Bossay, eleitos em 2016, tiveram seus diplomas cassados logo após o pleito, por decisão do juiz eleitoral Alexsandro Motta, da 15ª Zona Eleitoral, em razão de prática de captação ilícita de sufrágio e de abuso de poder econômico, mediante compra de votos na Aldeia Lalima, de Miranda.

Desde a decisão, a então prefeito veio recorrendo da sentença e, no dia 22 de abril deste ano, o TRE confirmou a cassação do mandato e foram ajuizados, ainda pelos afastados, dois embargos de declaração contra a decisão proferida no recurso eleitoral, tendo o Tribunal rejeitado e considerado meramente protelatórios os embargos de declaração opostos pela segunda vez.

Procuradoria Regional Eleitoral apresentou pedido de providências à execução imediata da decisão de afastamento de Marlene Bossay, Adailton Alves e o vereador Ivan Bossay, que foi expedido na última segunda-feira (19). Foi determinado ainda que o presidente da Câmara Municipal, vereador Edson Moraes de Souza (PDT), assumisse o cargo até a posse dos novos eleitos. 

COMPRA DE VOTOS

Durante a campanha de 2016 o filho da prefeita, Alexandre Bossay, foi flagrado e preso quando entregava cestas básicas na aldeia Lalima, em Miranda. Nas investigações, foram encontrados, ainda, tickets em postos de combustíveis, que teriam sido repassados a eleitores.

O filho da prefeita também é acusado de comprar votos de jovens por meio de depósito bancario.

Essa compra foi comprovada por meio de conversas em aplicativo de mensagens no celular entre o filho da prefeita e o jovem que recebeu o dinheiro. Bossay inclusive enviou foto do comprovante do depósito feito ao rapaz e frisou o nome da mãe e do irmão para serem votados.

(Correio do Estado)

Representante da Assembleia Legislativa no 2º Fórum Permanente de Segurança na Fronteira, realizado nesta quinta-feira (22) em Campo Grande, o deputado estadual Renato Câmara (MDB) cobrou do coordenador-geral de Fronteiras do Ministério da Justiça, Eduardo Maia Bettine, mais investimentos e uma maior participação do governo federal nas ações de segurança e combate à criminalidade na faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul. O Estado tem 1.517 quilômetros de fronteira, sendo 1.131 km com o Paraguai e 386 km com a Bolívia.

Bettine participou do fórum como representante oficial de Sérgio Moro. O ex-ministro do presidente Jair Bolsonaro e consultor da ONU (Organização das Nações Unidas), o general Carlos Alberto dos Santos Cruz também esteve no evento promovida pela OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul) e Acicg (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande).

Durante os debates, Renato Câmara destacou ao representante do Ministro da Justiça que o governo federal precisa criar mecanismos legais para compensar os investimentos feitos por Mato Grosso do Sul para garantir a continuidade das ações de vigilância e proteção da área de fronteiriça e para o custeio dos mais de 9 mil detentos oriundos do tráfico de drogas que estão sob a guarda sistema penitenciário do Estado. No ano passado, o governo do Estado precisou desembolsar mais de R$ 132 milhões para bancar essas despesas.

“É preciso uma maior integração entre as esferas federativas para se avançar no combate ao crime fronteiriço. Infelizmente, o Estado tem pago sozinho a conta. O governo federal precisa estar mais presente nas ações estratégicas para ampliar a logística e os recursos tecnológicos necessários para se combater a criminalidade nas fronteiras. Isso só se faz com investimentos. Também se faz necessário uma compensação financeira ao Estado, uma vez que o Fundo Nacional Antidrogas possui recursos provenientes de bens e imóveis retomados pela Justiça e arrecada mais de R$ 300 milhões por ano. Mato Grosso do Sul precisa ter uma maior participação nestes recursos para poder executar uma política mais ampla e eficaz de fortalecimento das forças de segurança do Estado”, disse Renato Câmara.  

O deputado também enfatizou que a integração de dados e recursos humanos é essencial no combate ao crime organizado, destacando a importância do fórum para debater a situação de fronteira e assuntos de interesse da Segurança Pública do Estado, além de promover a integração entre as forças de segurança, sociedade civil e entidades da área, na busca de soluções aos problemas existentes. “Precisamos aprofundar os debates sobre a segurança pública em MS, especialmente na faixa de fronteira. Eventos desta magnitude possibilita a busca por novas perspectivas para a situação local, com foco em soluções, notadamente aquelas relacionadas à inteligência e desenvolvimento da segurança na fronteira”, finalizou Renato Câmara.

NÚMEROS

Até 31 de julho de 2019, a maconha recolhida totalizou 37,9 toneladas. No ano passado, no mesmo período, foram 50,2 toneladas. Já a curva da cocaína é ascendente: cinco toneladas até julho deste ano, contra 2,7 toneladas em igual período de 2018. Conforme a Receita Federal em MS, até julho de 2019 foram apreendidos 31 milhões de maços de cigarros contrabandeados do Paraguai. No ano passado, foram 75 milhões de maços.

Aprovada pelo Senado, a Medida Provisória (MP) da Liberdade Econômica pretende, segundo o governo, diminuir a burocracia e facilitar a abertura de empresas, principalmente de micro e pequeno porte.

Na votação de ontem, os senadores retiraram do texto três artigos que alteravam o trabalho aos domingos. O texto aprovado pela Câmara autorizava que a folga semanal de 24 horas do trabalhador fosse em outros dias da semana, desde que o empregado folgasse um em cada quatro domingos.

Os senadores entenderam que o trabalho aos domingos era estranho ao texto original e poderia gerar questionamentos na Justiça por causa de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que proíbe emendas distintas da MP original. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), comprometeu-se e encaminhar projeto de lei sobre o tema.

Outro ponto que provocou questionamentos foi uma brecha que, para alguns senadores, autorizariam o desmatamento automático caso órgãos do meio ambiente atrasassem a emissão de licenças ambientais. Para permitir a aprovação da MP, o governo fez um acordo e prometeu editar um decreto para deixar claro que a dispensa de licenças para atividades de baixo risco não valerá para questões ambientais.

Entre as principais mudanças, a proposta flexibiliza regras trabalhistas e elimina alvarás para atividades de baixo risco. O texto também separa o patrimônio dos sócios de empresas das dívidas de uma pessoa jurídica e proíbe que bens de empresas de um mesmo grupo sejam usados para quitar débitos de uma empresa.

Entenda as principais mudanças na MP

Registro de ponto

  • Registro dos horários de entrada e saída do trabalho passa a ser obrigatório somente para empresas com mais de 20 funcionários, contra mínimo de 10 empregados atualmente
  • Trabalho fora do estabelecimento deverá ser registrado
  • Permissão de registro de ponto por exceção, por meio do qual o trabalhador anota apenas os horários que não coincidam com os regulares. Prática deverá ser autorizada por meio de acordo individual ou coletivo

Alvará e licenças

  • Atividades de baixo risco, como a maioria dos pequenos comércios, não exigirão mais alvará de funcionamento
  • Poder Executivo definirá atividades de baixo risco na ausência de regras estaduais, distritais ou municipais
  • Governo federal comprometeu-se a editar decreto para esclarecer que dispensa de licenças para atividades de baixo risco não abrangerá questões ambientais

Fim do e-Social

  • O Sistema de Escrituração Digital de Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (e-Social), que unifica o envio de dados de trabalhadores e de empregadores, será substituído por um sistema mais simples, de informações digitais de obrigações previdenciárias e trabalhistas

Carteira de trabalho eletrônica

  • Emissão de novas carteiras de Trabalho pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia ocorrerá “preferencialmente” em meio eletrônico, com o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) como identificação única do empregado. As carteiras continuarão a ser impressas em papel, apenas em caráter excepcional
  • A partir da admissão do trabalhador, os empregadores terão cinco dias úteis para fazer as anotações na Carteira de Trabalho. Após o registro dos dados, o trabalhador tem até 48 horas para ter acesso às informações inseridas.

Documentos públicos digitais

  • Documentos públicos digitalizados terão o mesmo valor jurídico e probatório do documento original

Abuso regulatório

A MP cria a figura do abuso regulatório, para impedir que o Poder Público edite regras que afetem a “exploração da atividade econômica” ou prejudiquem a concorrência. Entre as situações que configurem a prática estão:

  • Criação de reservas de mercado para favorecer um grupo econômico
  • Criação de barreiras à entrada de competidores nacionais ou estrangeiros em um mercado
  • Exigência de especificações técnicas desnecessárias para determinada atividade
  • Criação de demanda artificial ou forçada de produtos e serviços, inclusive “cartórios, registros ou cadastros”
  • Barreiras à livre formação de sociedades empresariais ou de atividades não proibidas por lei federal

Desconsideração da personalidade jurídica

  • Proibição de cobrança de bens de outra empresa do mesmo grupo econômico para saldar dívidas de uma empresa
  • Patrimônio de sócios, associados, instituidores ou administradores de uma empresa será separado do patrimônio da empresa em caso de falência ou execução de dívidas
  • Somente em casos de intenção clara de fraude, sócios poderão ter patrimônio pessoal usado para indenizações

Negócios jurídicos

  • Partes de um negócio poderão definir livremente a interpretação de acordo entre eles, mesmo que diferentes das regras previstas em lei

Súmulas tributárias

  • Comitê do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais da Receita Federal (Carf) e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) terá poder para editar súmulas para vincular os atos normativos dos dois órgãos

Fundos de investimento

  • MP define regras para o registro, a elaboração de regulamentos e os pedidos de insolvência de fundos de investimentos

Extinção do Fundo Soberano

  • Fim do Fundo Soberano, antiga poupança formada com parte do superávit primário de 2008, que está zerado desde maio de 2018

Pontos retirados da MP no Senado

Trabalho aos domingos

  • A MP abria espaço para que a folga semanal de 24 horas do trabalhador fosse em outros dias da semana, desde que o empregado folgasse um em cada quatro domingos
  • Pagamento em dobro (adicional de 100%) do tempo trabalhado no domingo ou no feriado poderia ser dispensado caso a folga seja determinada para outro dia da semana
  • Se folga não ocorresse, empregado continuaria a ter direito ao adicional de 100% pelo domingo ou feriado trabalhado

Pontos retirados da MP na Câmara

Trabalho aos domingos

  • Texto aprovado na comissão especial da Câmara garantia folga obrigatória em apenas um domingo a cada sete semanas

Fins de semana e feriados

  • Autorização para trabalho aos sábados, domingos e feriados em caso de necessidade do agronegócio

Direito Civil

  • MP permitiria que contratos de trabalho acima de 30 salários mínimos fossem regidos pelo Direito Civil em vez da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Apenas direitos trabalhistas assegurados pela Constituição seriam mantidos

Caminhoneiros

  • MP criaria o Documento Eletrônico de Transporte, que funcionaria como contrato único para cada transporte de bens no território nacional
  • Anistia a multas por descumprimento da tabela do frete

Motoboys

  • MP acabaria com adicional de periculosidade de 30% para motoboys, mototaxistas e demais trabalhadores sobre duas rodas

Fiscalização e multas

  • Fiscais do trabalho aplicariam multas apenas após a segunda autuação. A primeira visita seria educativa
  • Decisões trabalhistas seriam definitivas em primeira instância, se prazos de recursos fossem esgotados
  • Termo de compromisso lavrado por autoridade trabalhista teria precedência sobre termo ajuste de conduta firmado com o Ministério Público

Corridas de cavalos

  • Entidades promotoras de corridas seriam autorizadas pelo Ministério da Economia a promover loterias vinculadas ou não ao resultado do páreo

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.181 da Mega-Sena, realizado hoje (21) à noite em São Paulo. A Caixa Econômica Federal deve pagar R$ 35 milhões no próximo sorteio, que ocorre no sábado (24).

As dezenas sorteadas nesta quarta-feira foram: 01-08-19-33-36-48.

No mesmo concurso, a Quina saiu para 138 apostas, que vão levar R$19,77 mil. Um total de 8.329 ganhadores acertaram a quadra e vão receber R$ 468,15.

A Mega-Sena paga o prêmio principal para quem acertar os 6 números sorteados. Ainda é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números. O jogo de seis números custa R$ 3,50.

Proprietários de veículos com placas final 7 ou 8 tem até 31 de agosto para licenciar seus veículos. Para pagar o licenciamento, o usuário precisa emitir a guia em qualquer agência ou mesmo pelo site www.detran.ms.gov.br com possibilidade de efetuar o pagamento nas agências do órgão ou em bancos conveniados.

A novidade deste ano é que os contribuintes não receberão as guias de cobrança em casa, mas se quiserem receber o documento em seu endereço após a quitação, basta optar pela vantagem, clicando na opção na hora de solicitar a guia.

Para isso, é imprescindível que o proprietário do veículo tenha seu cadastro atualizado junto ao Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul). Dessa forma, o documento será entregue pelos Correios mediante o pagamento de taxa de correspondência, que deverá ser paga juntamente com a guia.

Vale ressaltar que o órgão tem um novo horário de atendimento. Com exceção das duas agências localizadas em shoppings de Campo Grande, o horário de atendimento ao público é das 07h30 às 11h30 e das 12h30 às 16h30, com uma hora de intervalo para o almoço.

Infração: O motorista flagrado circulando com veículo não licenciado comete uma infração gravíssima. O art. 230 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) prevê aplicação de multa de R$ 293,47, sete pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e remoção do veículo para um dos pátios do Detran.

O calendário com as datas de pagamento dos licenciamentos está no site do Detran-MS.

360x310 (2) Imobiliaria
360x310 (3) Comercial Oshiro
Urban
360x310 (7)
Publicidade